steampunk - um jardim numa lâmpada

Se está farto dos milhentos bonsais que há por esses escritórios fora e deseja algo mais original, chegou a peça ideal para si: Professor Alexander's Botanical Vasculum. Parece um bocadinho estranho. É mesmo.


steam steampunk cyber

Há quem tenha um pequeno cacto no quarto, como eu. Outros vão um bocadinho mais longe e compram um bonsai para cuidar aos fins-de-semana. Mas quantos de nós têm uma peça de art steam punk em casa, adaptada à botânica? Algo como uma redoma de vidro em forma de lâmpada com uma planta lá dentro? Devo dizer, quase ninguém. Mas a possibilidade não está assim tão longe...

O Professor Alexander's Botanical Vasculum da Steamed Glass é mesmo isso. Trata-se de uma lâmpada maior do que o estamos habituados com um pouco de vegetação lá dentro e representa qualquer coisa como o ambiente controlado levado ao extremo. Isto porque, como a redoma é toda de vidro, o seu interior pode ser observado de qualquer ângulo e existe, ainda, uma lupa fixa e que faz parte do mecanismo, para que não percamos nada do que se passa no interior da lâmpada.

E como se rega a planta? Por um tubo em espiral, está claro! Tudo foi desenhado para que esta peça parecesse o mais steam punk que pudesse. No entanto, existem instruções específicas para o cuidado do que se encontra no interior: é necessário estar num quarto com luz solar, nem que seja indirectamente, mas as plantas também crescem num ambiente com luz fluorescente. Quanto a água, apenas algumas gotas por mês é tudo o que precisa.

Apesar de tudo, não se impressione com o aspecto da coisa. Se quiser encomendá-lo, ele inclui livro de instruções e instrumento de podar.

steam steampunk cyber

steam steampunk cyber

steam steampunk cyber

steam steampunk cyber

fonte: etsy

Diana Caldeira Guerra

A Diana gosta de caracóis temperados no verão, canja de galinha no inverno e autores clássicos em todas as estações do ano
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //Diana Caldeira Guerra