Pinturas corporais de Craig Tracy

Leva as técnicas de bodypainting a sério? Caso esteja a pensar numa resposta negativa, está na hora de mudar de opinião. Craig Tracy dedica-se inteiramente às pinturas corporais e abriu a primeira galeria de arte do mundo especializada no género. Veja as fotografias.



 Pinturas corporais de Craig Tracy

Provavelmente já todos nós somos familiares às técnicas de bodypainting, quando mais não seja pelos e-mails em cadeia que recebemos com pinturas corporais. No entanto, há que separar as águas: hás as pinturas dos artistas de rua que se fazem no verão para mostrar aos amigos na praia e há aquelas pinturas com potencial de se elevarem a arte. Craig Tracy é claramente um dos segundos casos.

As pinturas deste americano de Nova Orleães filho de pais hippies primam pelo fascínio que causam naqueles que lhes tomam atenção: desenhos perfeitos em modelos humanos que, por vezes, se confundem com as superfícies do cenário. O exemplo mais flagrante é a fotografia do leopardo desenhado metade nas costas de uma rapariga e metade na superfície que se encontrava por detrás dela. Conseguem ver a diferença? Mas há muitas mais imagens a descobrir...

 Pinturas corporais de Craig Tracy

Os pais de Tracy nunca tiveram dúvidas acerca da sua veia artística. Aos 16 anos, já trabalhava muitas horas por semana como ilustrador num centro comercial e formou-se em Belas Artes na Flórida, dedicando-se durante algum tempo ao ramo da publicidade.

No entanto, rapidamente descobriu que não era essa a sua vocação. Gostava de pinturas corporais, mas não levava o assunto a sério por pensar que não se tratava de arte. Após seis anos de relutância, aceitou finalmente que era bodypainting que realmente gostava de fazer e decidiu investir e instruir-se no género. Tornou-se coleccionador e, em 2006, abriu na sua terra natal a primeira galeria de arte do mundo especializada onde podem ser encontrados livros, vídeos, fotografias e todo o tipo de material. No World Body Painting Festival em 2005 ficou em primeiro lugar, repetindo a partir daí a sua participação todos os anos.

É ainda de notar que o processo criativo de Tracy é totalmente espontâneo: quando vê uma modelo, usa as suas formas para se inspirar, demorando por vezes 2 dias a planear a pintura e a interacção com o corpo; depois disso, demora até 9 horas a aplicar a tinta. O resultado está à vista.

 Pinturas corporais de Craig Tracy

 Pinturas corporais de Craig Tracy

 Pinturas corporais de Craig Tracy

 Pinturas corporais de Craig Tracy

 Pinturas corporais de Craig Tracy

Link

diana guerra

é normalmente zote, mas dizem que também se interessa por arte, cultura e essas coisas óbvias.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
x21
 
Site Meter