Eugenio Merino, um bad boy espanhol

Eugenio Merino não tem papas na língua. E tanto as esculturas como os seus desenhos vão pelo mesmo caminho. Ele gera polémica e não exclui nenhum tema ou personalidade: desde figuras religiosas, terroristas, políticos e outros artistas a problemáticas como a pobreza em África ou o aquecimento global.


eugenio merino satira religiao

Recorrendo a assuntos modernos e controversos, Eugenio Merino causa polémica em quase todos os trabalhos que expõe. O madrileno de 45 anos participou recentemente na famosa feira de arte contemporânea Arco, onde as suas obras foram mais uma vez alvo de críticas.

No centro da polémica está a escultura "Stairway to Heaven" que mostra um muçulmano, um cristão e um judeu empilhados, como numa tentativa de chegar ao céu. Os livros sagrados estão trocados e podemos ver, por exemplo, o muçulmano acocorado a rezar com a Bíblia Sagrada. Existe ainda na mesma sala da exposição uma metralhadora na vertical, da qual sai do cano um candelabro judeu. A feira ainda não tinha sido aberta ao público, já a Embaixada israelita tinha condenado a provocação que as peças representam.

eugenio merino satira religiaoeugenio merino satira religiao

Mas há mais: na Arco existem outras obras de Merino com potencial para causarem burburinho noutros círculos: existe outra escultura das mãos de um cristão a rezar, cheias de notas e, ainda, a escultura "4 the Love of Go(l)d", que representa um artista britânico, Damien Hirst, acusado por vários colegas da sua área de ter um buraco na cabeça. Merino interpretou a acusação literalmente e criou um figura hiper-realista de Hirst a cometer suicídio com uma arma. Trata-se tanto de uma crítica social, como de uma crítica à arte deste artista: Hirst tinha criou uma peça com diamantes incrustados que foi vendida por uma exorbitância de dinheiro em 2007 (100 mil dólares), muito pouco tempo antes da crise financeira que assolou o mundo.

eugenio merino satira religiao

Esta não é, de longe, a primeira exposição em que Merino causa polémica pela ironia e pela crítica social. Uma das suas obras mais conhecidas é "A una patada de la extinsión", em que um gigantesco crânio humano é transformado numa bola de futebol. Existem também peças com títulos tão originais como "Viva Fidel Zombie" e "Punching Bush" e imagens chocantes, como uma criança africana esfomeada a beber coca-cola ou um macaco terrorista. Ou simplesmente o Bin Laden numa Dance Disco.

eugenio merino satira religiao

eugenio merino satira religiao

eugenio merino satira religiao

Visite o site de Eugénio Merino e veja mais obras deste autor.


Diana Caldeira Guerra

A Diana gosta de caracóis temperados no verão, canja de galinha no inverno e autores clássicos em todas as estações do ano
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //Diana Caldeira Guerra