Jules Charbonnet: arriscando nos detalhes

Jules Charbonnet mostra uma nova forma de ver o mundo nos detalhes. Conheça a sua obra.


 Jules Charbonnet: arriscando nos detalhes

Tem dias que sentimos a necessidade de parar e ficar quietos, apenas prestando atenção ao que acontece a nossa volta. Ou ainda, sem perceber, ficamos parados em algum lugar olhando para algum ponto fixo sem saber o porquê exatamente e parece que a mente vai esvaziando ou fica a passar mil imagens por ela. Acredite, este tipo de ação é levada muito a serio por Jules Charbonnet. Este jovem francês, designer de interiores e apaixonado pela natureza, se arrisca fazendo isso: observando os detalhes da vida, suas formas, cores, sons, cheiros e tudo mais que acompanhe e estimule nossos sentidos.

Jules diz que a motivação para fazer seus trabalhos é a interação entre o ambiente e as pessoas, passando emoções e fazê-las se surpreender. Sejam sentimentos bons ou não, o que importa é que o ambiente seja notado. Sair da rotina dos formatos previsíveis de ambientes é seu lema. A criatividade fica à vontade em espaços livres onde possa gerenciar os movimentos dos objetos selecionados no ambiente. Por conta desse perfeccionismo, as possibilidades de trabalho manual que utiliza vão desde a carpintaria, solda, artesania e música! Pode-se perguntar: música?! Sim, Jules utiliza leis da física, como propagação do som, para interagir suas obras e fazer um estudo de emanações das vibrações com os objetos, ou melhor: O que o ambiente quer me dizer? O que preciso ouvir e sentir estando aqui?

 Jules Charbonnet: arriscando nos detalhes

Este tipo de trabalhos é algo experimental pois ele se utiliza de bamboos, materiais em PVC e garrafas descartáveis. Vendo ao longe não faz muito sentido seus experimentos mas o que podemos entender é o aspecto geométrico da natureza que ele se utiliza para nutrir sua criatividade. Para que fim? Apenas é mais uma possibilidade criativa em seu trabalho, um design diferente para objetos de pequeno ou grande porte. Jules recorre à natureza para deixar a mente livre e com isso ter qualidade em suas criações de ambientes sofisticados. Ficamos tão presos à rotina da cidade que esquecemos desse acolhimento que o ambiente rústico nos oferece.

Algumas vezes o olhar desse jovem vai até lugares imperceptíveis, como as sobreposições de rochas em beiras de montanhas. O que Jules deseja com toda esta jornada solitária de observador é levar uma idéia para os profissionais da área e visitantes, formas de arquitetura, expansão e decoração econômicas, sustentáveis, versatilidade e sem perder o ar sofisticado exigido. Por certo, não basta apenas ter um foco a ser observado, mas ser profundo... Por essa nova ótica revelada, concluímos que as aparências não enganam, elas estão apenas escondidas e camufladas nos recônditos.

 Jules Charbonnet: arriscando nos detalhes

 Jules Charbonnet: arriscando nos detalhes

 Jules Charbonnet: arriscando nos detalhes

 Jules Charbonnet: arriscando nos detalhes

 Jules Charbonnet: arriscando nos detalhes

Link


version 2/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //camila