Casa subterrânea em Pachacamac

Porquê construir uma casa num monte, se o monte pode ser a nossa casa? A Pachacamac House, no Peru, é isso mesmo. A equipa Longhi Architects criou um refúgio para um casal de filósofos, que não só faz parte da paisagem, mas que se funde com ela, literalmente.



pachacamac house arquitectura arquitetura

A arquitectura é a prova da adaptação do Homem ao meio e da sua interacção com este. Arquitectos transformam locais aparentemente inabitáveis nos mais fascinantes edifícios, sincronizando imaginação e técnica com as características do terreno.

Óptimo exemplo disto mesmo é uma casa construída num pequeno monte em Pachacamac, 40 Km a sul da capital do Peru, Lima. Com 480 m2, o edifício foi projectado pela equipa Longhi Architects e levou cerca de dois anos a concluir. Finalizado em 2008, pode ser divido em duas partes de referência. A primeira é a resposta directa às condições geográficas do local, e a parte literalmente "enterrada" da casa; a segunda é a parte descoberta, e que revela a verdadeira natureza da construção.

Linhas simples e contemporâneas, formas geométricas e materiais rudes, fazem desta casa uma autêntica fortaleza de pedra em equilíbrio perfeito com o local austero que a rodeia. O estar dentro e fora da terra é característica máxima, os contrastes que proporciona fazem com que a Pachacamac House pareça esculpida no monte que ocupa.

pachacamac house arquitectura arquitetura

Destinado a ser refúgio de um casal de filósofos, o edifício traduz segurança, serenidade e um convite à meditação num jogo de luz e sombra. Como numa casa comum, a iluminação natural é de extrema importância e como tal a parte coberta é povoada de reentrâncias na colina, múltiplas janelas e pequenas varandas, que inundam o interior de luz e reflexos montanhosos.

Já a fachada descoberta, completamente exposta, faz a ligação entre interior e exterior, culminando num terraço, miradouro sobre o vale, e também numa caixa de vidro que sobressai do complexo, metáfora entre construção e Natureza intocada. A partir desta fachada, caminhos entalhados em pedra envolvem o monte e ligam a casa a uma zona intocada ao longo da costa do Peru, onde as construções mais próximas são ruínas de um período pré-Inca.

Caminhar por esta paisagem, onde o pequeno monte é rodeado por montanhas que se erguem acima deste, transmite a energia do local e a inspiração para os criadores do projecto, e para os seus clientes.

Arquitectura desta natureza não é comum, os edifícios contemporâneos são muitas vezes uma tentativa para criar ambientes concretos, desafiando os limites da gravidade, ansiando por desafiar a nossa percepção do mundo, afastando-nos dele. Porém, o desafio da Pachacamac House é exactamente o contrário: o equilíbrio entre arquitectura e design, e a paisagem em que se integram.

pachacamac house arquitectura arquitetura

Intimamente ligado à terra, este é um projecto intrigante aos olhos da modernidade, que faz do terreno, dos seus componentes e características, guias para a sua própria construção. O resultado: não uma casa, um lar. pachacamac house arquitectura arquitetura

pachacamac house arquitectura arquitetura

pachacamac house arquitectura arquitetura

pachacamac house arquitectura arquitetura

pachacamac house arquitectura arquitetura

pachacamac house arquitectura arquitetura

pachacamac house arquitectura arquitetura

pachacamac house arquitectura arquitetura

pachacamac house arquitectura arquitetura

longhi architects.

alexandre romero

, um cidadão do mundo. Classicista, escritor, fotógrafo, pintor experimental, o homem dos mil ofícios.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
x5
 
Site Meter