Fotografia e cor por Gabriel Wickbold

Cor, energia, luz e texturas são as ferramentas deste jovem fotógrafo brasileiro que faz do corpo humano a sua matéria-prima. Personalidades vincadas, excêntricas, ou faces marcadas pelo tempo, o produto da vida, dão origem a imagens provocativas, emocionantes, com alma. Um trabalho justamente reconhecido e digno de referência!


Gabriel Wickbold cor energia luz texturas corpo humano

Gabriel Wickbold é um jovem fotógrafo brasileiro com um portfólio invejável. Natural de São Paulo, é um autodidacta que nunca estudou fotografia especificamente, mas confessa sempre ter tido contacto com diferentes expressões artísticas, sendo a sua mãe uma artista plástica, e tendo já trabalhado com poesia e como produtor musical.

O fotógrafo de 25 anos formou-se em Rádio e TV na Faculdade de Comunicação e Marketing da FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado), o que desde cedo o colocou em contacto com a edição de vídeo, iluminação para televisão, direcção de actores e toda uma mistura de linguagens que lhe permitem agora compor o seu trabalho.

No que à fotografia diz respeito, tudo o que aprendeu foi através da leitura, testes por todo o Brasil, contacto com outros fotógrafos e um acumular de referências, culminando no desenvolvimento progressivo do seu modus operandi em estúdio e fora dele. Empirista, a experimentação e a experiência são a sua motivação, e não tendo medo de tentar coisas novas, assume ser essa a sua busca constante. O trabalho de Gabriel é multifacetado, provocativo, evidenciando cores e detalhes, em imagens emocionantes e cativantes, o que lhe imprime uma identidade forte. A sua fotografia de eleição é o retrato, a base da sua obra é o Homem. Das encenadas e complexas fotografias de estúdio à simplicidade das fotografias de viagem, são as pessoas o denominador comum na criação de imagens que dizem mais do que mil palavras poderiam dizer. 'Sexual Color', o mais recente trabalho é, provavelmente, o expoente máximo da sua expressão artística. Nele se conjugam todos os elementos que tem vindo a preservar e a desenvolver com uma nova interpretação da individualidade.

Mantém-se a energia e a loucura q.b., a escolha de pessoas diferentes e exóticas recai sobre figuras públicas, e o factor de reinvenção de si próprio é a cor, o abuso desta, da luz e das texturas. Adriane Galisteu, Adriana Bombom, Didi Wagner e Fernanda Paes Leme são apenas algumas das personalidades que despiram a roupa, para depois cobrir a pele, sem adereços ou protecção, com camadas garridas de guache, tinta de aerógrafo, chocolate e maquilhagem, numa "releitura do sexo por meio das cores". Cor e nudez, simplesmente, fundem seios, lábios, cabelos... sob a luz pop, o orgânico confunde-se com o inorgânico, a beleza é redefinida, ao mesmo tempo que a caracterização esconde e despe, revelando novas formas e personagens.

Gabriel Wickbold cor energia luz texturas corpo humano Adriane Galisteu

Gabriel Wickbold cor energia luz texturas corpo humano Adriana Bombom

Gabriel Wickbold cor energia luz texturas corpo humano Didi Wagner

Gabriel Wickbold cor energia luz texturas corpo humano Fernanda Paes Leme

Gabriel Wickbold cor energia luz texturas corpo humano Carla Fiorito

Apesar da sua ainda curta carreira, o trabalho de Gabriel Wickbold é notável, tendo já corrido mundo. 'Sexual Color' rumará a Nova Iorque no segundo semestre de 2010, levando consigo um formato inédito da beleza da mulher brasileira.

É todo um trabalho intrigante, que cruza o real e o surreal, para dar a conhecer as várias dimensões do corpo humano, do Homem, ora sensual, erótico e orgástico, ora cru e envelhecido, simples ou complexo, aquilo que é e aquilo que pode ser.

Gabriel Wickbold cor energia luz texturas corpo humano

Gabriel Wickbold cor energia luz texturas corpo humano

Gabriel Wickbold cor energia luz texturas corpo humano série Brasileiros

Mais imagens em Gabriel Wickbold.


alexandre romero

um cidadão do mundo. Classicista, escritor, fotógrafo, pintor experimental, o homem dos mil ofícios.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/fotografia// @obvious, @obvioushp, eros, @erotic //alexandre romero