júnior lopes - rostos de pano

Mais do que darem o seu rosto ao imaginário coletivo mundial do cinema, da literatura, da música, da pintura, da política e até da religião, diversas celebridades são também, literalmente, a face do trabalho do artista plástico brasileiro Júnior Lopes. A partir dos retalhos de diferentes tecidos, o artista apresenta uma perspectiva nunca antes vista de figuras que já todos conhecemos.


artista brasil junior lopes plastico Chet Baker

Jim Morrisson, John Lennon e John Coltrane. O talento e o legado artístico destes músicos ficou para sempre imortalizado nos seus trabalhos discográficos. Agora, os seus rostos e o de outras conhecidas personalidades foram também eternizados pela mão do artista plástico brasileiro Júnior Lopes. Utilizando retalhos dos mais diversos tecidos, Júnior confere novas cores e texturas a caras já tão familiares em todo o mundo.

Do caos nasceu a arte: algumas toalhas pretas e uma outra de flores brancas espalhadas no chão da casa do artista fizeram nascer o primeiro retrato. A junção acidental e desordenada de cores, materiais, padrões e volumes trouxe a imagem do mítico guitarrista Jimi Hendrix à mente de Júnior Lopes. A partir daí, muitas foram as célebres personalidades que "emprestaram" a sua imagem ao desenvolvimento da refrescante e inovadora técnica artística: Gandhi, Fernando Pessoa, Roberto Carlos, Andy Warhol, Adoniran Barbosa, Jim Morrisson, entre outros.

A Levi's viu no trabalho deste artista uma possibilidade única de promover os seus jeans da forma mais original e genuína, utilizando a sua própria ganga na produção dos retratos que fizeram parte do catálogo da marca em 2004. Nunca o propósito da promoção publicitária de uma marca tinha sido conseguido tão literalmente e, por isso, a campanha não passou despercebida: o prestigiado Festival Internacional de Cannes atribuiu-lhe um Leão de Ouro.

artista brasil junior lopes plastico John Coltrane

Os recortes e colagens de Júnior Lopes dão forma ao imaginário coletivo de todo um planeta, mas ganham ao mesmo tempo uma identidade própria. Já não são apenas músicos, cantores, escritores e pintores que vivem naqueles retratos de pano; simbolicamente, os seus rostos são, por sua vez, um retrato de corpo inteiro de uma visão artística singular.

Júnior Lopes é também cartunista e caricaturista, sendo que as suas criações já preencheram as páginas de publicações como a SuperInteressante, a Rolling Stone e a Folha de São Paulo. Recentemente, a revista Gráfica, considerada uma das referências em design e artes gráficas no Brasil, dedicou a sua capa e várias páginas aos trabalhos feitos em diversos tecidos pelo artista residente em São Paulo.

A sua criatividade já foi exposta além-fronteiras, em Moçambique; o génio do artista é também apreciado na Alemanha, em Itália e em Cuba, países de onde já surgiram diversas propostas que Júnior Lopes está agora a estudar.

artista brasil junior lopes plastico Jimi Hendrix

artista brasil junior lopes plastico Roberto Carlos

artista brasil junior lopes plastico Fernando Pessoa

artista brasil junior lopes plastico Ella Fitzgerald

artista brasil junior lopes plastico Andy Warhol

Júnior Lopes


Debora Canbé

Nunca foi nerd, mas gostava de o ser. Mesmo assim, acredita ser capaz de dar um ou outro bitaite sobre uma série de assuntos relativamente interessantes.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 2/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //Debora Canbé
Site Meter