mobília viva de Arthur Bodolec

Se não está viva, é algo muito parecido. Arthur Bodolec criou um novo tipo de objectos, dando actividade a algo a que não estamos habituados: estas cadeiras abrem-se à medida que nos sentamos nelas, dando lugar a um novo mundo de mobília.



Arthur Bodolec objecto mobiliaria mobilia cadeira

Os mais futuristas de nós sonham com a possibilidade de um dia o seu lar se transformar num centro de actividade com vida própria. Os televisores que adivinham o que queremos ver, os sofás que se encostam automaticamente, os banhos que se regulam sozinhos e, claro, o chão e os vidros que são limpos sem darmos conta. O novo projecto de Arthur Bodolec dá um passo nessa direcção e na criação de um mundo diferente.

Tendo estudado design e administração para conciliar a criatividade à parte mais prática dos negócios, a cadeira "Jack" tenta levar a cabo esta ideia de gestão prática. Ao entrar numa sala, parece-nos um elemento decorativo, ou mesmo uma mesa. No entanto, quando exercemos pressão sobre a parte superior ao sentar-nos, o cubo torna-se uma cadeira com encosto, como se ganhasse vida própria.

Arthur Bodolec objecto mobiliaria mobilia cadeira

Arthur Bodolec objecto mobiliaria mobilia cadeira

Arthur Bodolec objecto mobiliaria mobilia cadeira

Apaixonado por criar cenários, esta não é a primeira vez que um trabalho de Bodolec se destaca pelo elemento surpresa. Focando-se em criações que correspondem às necessidades das pessoas, acrescenta depois a sua visão inesperada do mundo. De facto, a tese de final de licenciatura deste jovem designer já se debruçava sobre esta noção de perplexidade, segundo a qual, para deixar alguém verdadeiramente atónito, é imprescindível que criemos algo fora do normal. Um novo mundo assente em valores incomuns. Já em "Lapeyr" aprendemos a dar um novo significado às escadas e em "Mock Up", novas funcionalidades a uma colher.

Arthur Bodolec objecto mobiliaria mobilia cadeira

Arthur Bodolec objecto mobiliaria mobilia cadeira

Em "Jack", Bodolec altera um valor fundamental na interacção que temos com os objectos que nos rodeiam, dando actividade a algo que não estamos habituados. Como Bodolec descreve, este é um novo mundo onde os objectos podem ganhar expressão própria, ser acordados, repescados para a vida. O primeiro ensaio mostra uma cadeira simples e a segunda geração um exemplo bem mais imaginativo: quando nos sentamos, o objecto toma a forma de uma flor que desabrocha e cujas pétalas saem do local onde nos sentamos.

Arthur Bodolec objecto mobiliaria mobilia cadeira

Arthur Bodolec objecto mobiliaria mobilia cadeira

Apesar de nenhum dos seus trabalhos ter entrado ainda no mercado, Bodolec espera conseguir comercializar "Jack", que ainda se encontra na fase de protótipo. Mas para o designer francês este projecto é apenas o início de uma nova era de objectos. Por enquanto, é estagiário na agência de design Experimentia, em Turin, Itália.

Arthur Bodolec

diana guerra

é normalmente zote, mas dizem que também se interessa por arte, cultura e essas coisas óbvias.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
v3/s
 
Site Meter