Tela Bags - o design da reutilização

Chão de cozinha, jornais, pacotes de açúcar e telas publicitárias. A Tela Bags pegou nestes materiais, já usados e quase prontos para ir para o lixo, e deu-lhes uma nova vida. As malas cheias de design já viraram moda em Portugal e preparam-se para conhecer o outro lado do Atlântico.


Tela Bags reutilizacao

A ideia é portuguesa, mas já corre o mundo. Afinal, o conceito de andar com um jornal ou uma tela publicitária ao ombro tem tanto de único como de original. E esta é a especialidade da marca Tela Bags, que cria malas e carteiras a partir de material usado.

Com uma aposta forte no design, a marca de Helena Pinto tem singrado no mundo da moda com a vantagem de que cada artigo é, verdadeiramente, único, já que cada página de revista nunca é igual. Do portefólio da empresa constam cada vez mais inovações. Depois de a marca ter começado pelas gigantescas telas publicitárias, que decoram temporariamente edifícios e outros espaços públicos, as sobras de materiais impressos começaram a ter cada vez mais saída. Mesmo tendo em conta que o papel, seja de jornal ou de revista, é o mais difícil de preparar, obrigando a um trabalho de patchwork.

No entanto, a vertente criativa não parou por aqui. Depois da colecção feita a partir de pacotes de açúcar, a marca avança este Inverno para os modelos feitos com linóleo, o material impermeável usado para revestir pavimentos de cozinhas e hospitais (sim, esse mesmo usado nas cozinhas dos anos 50 e 60 da nossa memória). O desafio, explica Helena, é procurar fontes constantes de inovação, tanto nos modelos das malas como nos materiais usados. O caso dos pacotes de açúcar é disso exemplo. Partindo dos pacotes de açúcar da marca portuguesa de café Nicola, que reuniam mais de 40 frases a começar com a expressão «Um dia...», a Tela Bags propôs uma parceria para a reutilização dos pacotes de papel que ficavam nas bobines de produção. O resultado - uma colecção de praia com artigos de diversos tamanhos - continuou o sucesso que a Nicola já havia lançado.

Tela Bags reutilizacao

Criada em 2006, no âmbito de uma empresa dedicada ao reaproveitamento de materiais de publicidade, a Tela Bags vê na componente ambiental um extra que é dado ao produto. Independentemente da forma ecológica como os materiais são reutilizados, Helena acredita que é o design apelativo destas malas «lindas de morrer» que conquista fãs.

A questão estética é crítica para a marca, que só aceita matéria prima com interesse visual. A componente lisa das telas (manchas gráficas de uma só cor) é usada nas partes menos visíveis das peças, como é o caso dos interiores e das bolsas. As parcerias com empresas, entidades culturais, câmaras municipais ou teatros, por exemplo, garantem o abastecimento de material a custo zero.

Os adeptos, por seu lado, são cada vez mais internacionais. Depois de Portugal, a marca tem entrado em vários outros países europeus e já tem uma representação no Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova Iorque, no seguimento da iniciativa "Destination Portugal". O Brasil apresenta-se como o próximo desafio e a responsável da marca quer ver, já no próximo ano, muitas brasileiras com a marca Tela Bags pelo braço. A Inglaterra e a França são outra das prioridades para o próximo ano.

Para dar a conhecer as malas da nova colecção Outono/Inverno 2010, a Tela Bags e a Obvious uniram-se num passatempo, a decorrer esta semana na nossa página do Facebook. O mote é simples: inspirada nas fotografias do novo catálogo, tape a cara e faça um auto-retrato criativo. Vale tudo, desde balões a frigideiras, desde que possam esconder a cara. No final da semana, as três melhores fotos recebem uma mala Tela Bags. Dê um vista de olhos na nossa página do Facebook e participe.

Tela Bags reutilizacao

Tela Bags reutilizacao


Marisa

sonha em abrir uma livraria-chocolataria para que possa juntar os seus dois prazeres. E quer deixar impressões digitais de chocolate nos livros que mudaram a sua vida.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/design// @obvious, @obvioushp //Marisa