As ilustrações de Anna Anjos

As ilustrações de Anna Anjos aludem ao fantástico, ao ilusório. São tão coloridas e cheias de vida, e honestamente lúdicas, que parecem nos resgatar para a própria infância.


anna anjos

A paulistana Anna Anjos é uma artista com os pés no chão. Na areia, mais precisamente. Com os dedos do pé ela desenha, em uma das praias do Rio de Janeiro, uma de suas criações. Como uma criança que acaba de descobrir um mundo encantado, ela mergulha suas mãos na tinta e com todas as cores preenche o papel em branco. E, desse modo, também preenche o próprio coração. Está em seu ambiente natural, um universo pronto para ser desenhado com toda a imaginação. Ela tem a cabeça lá nas nuvens, sonha, dança, ri. É a paixão que a move. Pelas cores, pelas formas, pela fantasia. Disse-me ser todas as cores. Mas a vemos todas as artes.

Desde pequena Anna Anjos teve contato com o desenho. Seu pai, como ilustrador autodidata, a fez interessar-se cada vez mais pelo lápis e pincéis. Decidiu seguir carreira de ilustradora, ganhar a vida com o que sempre a ganhou. E hoje, um rabisco lá outro cá, vai imprimindo suas idéias no papel para depois saltarem às vitrines, tecidos, campanhas. Sua criatividade toca alguns importantes mercados como o publicitário, editorial e de moda, com muita autenticidade e diversão.

anna anjos

Atualmente, Anna desenvolve trabalhos para livros infantis e infanto-juvenis. Criou as ilustrações exclusivas para os Ovos de Páscoa Nestlé 2010 (Edição Limitada "Somos Chocolovers" - coleção Anna Anjos) – um dos trabalhos de que mais se orgulha. Ela também cria estampas infantis para a sua própria coleção “Anna Anjos & Mini Humanos 2011 Outono/Inverno”, que será lançada no próximo ano. Além disso, desenvolve ilustração para publicidade, onde estuda o posicionamento de algumas marcas que se encaixam no perfil de seu trabalho. Cria alguns layouts e campanhas (muitas delas fictícias). Já desenvolveu propostas não comerciais para marcas como Coca-Cola, Melissa, Absolut Vodka, O Boticário, entre outras.

Tem no currículo a experiência de trabalhar como colorista e designer na produtora “Fábrica de Quadrinhos”, de onde já saíram ótimos ilustradores. A artista afirma que esta oportunidade foi uma verdadeira escola.

anna anjosanna anjos

Como toda brasileira que se preze, Anna Anjos deve ter samba no pé. Se não na alma. Mas as notas não sacodem somente seu corpo, como suas idéias. É na música que a artista afirma estar sua inspiração de todo tempo, principalmente a música brasileira. Trabalha ao som de Siba e a Fuloresta, Mestre Ambrósio, Tom Zé, Nação Zumbi, Secos e Molhados, Novos Baianos, Otto, entre outros. “A inspiração acontece, a meu ver, quando há harmonia, sincronismo entre o trabalho que exercemos e nosso estado de espírito. Por isso procuro sempre ter contato com o que, de alguma forma, me dá prazer”, conta. Além dos acordes, Anna Anjos é inspirada por trabalhos de artistas pelos quais ela possui grande fascínio. Admira a ousadia estética e conceitual de Linn Olofsdotter, Joe Sorren e Alexandre Soma.

Os traços de Anna Anjos são influenciados por todas as suas paixões e alimentados pela sua própria identidade, há um intenso toque pessoal em tudo o que produz, como ela mesmo afirma. “Em cada trabalho imprimo um pouco de minha personalidade, procurando apresentar meu universo lúdico, colorido, encantado”. Conta que toda a sua produção leva muito do folclore e do mítico que acredita serem “expressões puras da essência emocional humana”.

anna anjos

Uma de suas criações mais interessantes é o que ela chama de “Entidades Afrotropicais”. São seres mitológicos, de traços quadrados e um saliente nariz. Visualmente divertidos e inconfundíveis. Foram inspirados numa viagem da artista à Argélia, onde ela absorveu uma rica cultura africana, com a qual se identificou de imediato. Ao retornar para o Brasil, quis explorar todos os conceitos artísticos e culturais com os quais teve contato na viagem, o que a fez desenvolver o “Afrotropicalismo”. O projeto é, essencialmente, a fusão das suas principais referências – a cultura africana e a brasileira, especialmente a indígena e a nordestina, além da forte influência do movimento Tropicalista. Anna considera tal projeto uma importante etapa no amadurecimento de seu trabalho. A artista foi convidada, em junho desde ano, a apresentá-lo na MTV.

Otimista, afirma que o mais importante é acreditar em si mesmo e amar o que se faz. Diz ter aprendido que esses são os dois pilares imprescindíveis para se alcançar o reconhecimento de seu trabalho e, com ele, alcançar as pessoas. “Meus trabalhos são quase sempre muito lúdicos, exploram um universo cheio de detalhes e simbologias. Procuro transmitir alegria e, assim, gerar emoção.”

Sua linguagem artística é muito característica. Possui um tom marcante, porém suave, doce, quase pueril. Anna é uma artista de alma verde-amarela que mergulha em uma aquarela de possibilidades. Se puder – diz – quer conhecer o mundo inteiro e de todos os cantos tirar inspirações para criar mais, sempre. Gosta de cultura, do mito, das estórias, dos contos, das fadas, mas, especialmente, gosta das pessoas. E é para elas que sua arte vai, quando a artista volta de todas as viagens que faz no seu particular e encantado processo de criação.

anna anjos

Para conhecer mais dos fantásticos trabalhos de Anna Anjos, acesse seu site e seu blog.


rejane borges

Gosta das cores de folhas secas ao chão. E das cores das folhas velhas dos livros.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 4/s/artes e ideias// //rejane borges
Site Meter