o que fazer com os disquetes?

Bonito e ecologicamente correto: sugestões de reutilização dos disquetes em utensílios vintage-pop.


disquetes

O suporte da informação tornou-se algo extremamente efêmero na pós-modernidade. Com o advento dos computadores e sua constante evolução, a forma como armazenamos nossos dados tende a mudar de acordo com o surgimento e disseminação de novas tecnologias. Isso faz com que fiquemos numa eterna migração de bytes para que não percamos textos, fotos, vídeos e uma infinidade de arquivos a que temos tanto apreço.

Conforme o fluxo binário crescia, a indústria da informática otimizava seus aparatos para que comportassem um número cada vez maior de dados, bem como a agilidade do acesso e a segurança das informações, mas, numa época em que 1MB era considerado um tamanho exorbitante para a guarda de dados, o uso do disquete era bastante plausível.

Este disco flexível de armazenamento há muito se tornou obsoleto devido a dois grandes problemas: pouco espaço (1,44MB nos últimos lançamentos de 3 ½ polegadas) e seu curto “prazo de validade”, já que passados 5 anos sua integridade física já não era garantida. Deparamo-nos então com uma infinidade de disquetes acumulados nos armários numa era onde drives que permitem sua leitura não são mais fabricados. Visto isso, por que não partir para a reciclagem?

disquetes

disquetes

Do mesmo modo que as fitas cassete, os disquetes se tornaram fenômenos vintage-pop largamente utilizados nos segmentos da moda e da arte decorativa que fazem da reciclagem seu guia para disseminar ideias e tendências. Paralelo à sustentabilidade em alta, vivemos também o culto ao nerd e a tudo que nos remeta a tecnologia. A reutilização dos disquetes consegue unir estes dois universos e carrega consigo um ar cool que pouquíssimas marcas provindas da indústria manufaturada possuem.

disquetes

disquetes

disquetes

disquetes

Listamos aqui algumas sugestões de utensílios com instruções para que você mesmo possa fazer em casa: porta-lápis, enfeite para árvore de Natal, bolsa, porta-CDs, bloco de anotações, brincos, vaso de plantas e até um relógio de parede!

Fontes das imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7.


sergio coletto

está convencido de que vai entender o mundo através de papéis velhos e amarelados.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
x2
Site Meter