Justin Bieber: o que é que o canadiano tem?

Advertência: O texto que se segue foi inteiramente escrito ao som de Justin Bieber. Em stereo. E no modo repeat. Obrigada pela compreensão.


justin bieber

A nova sensação da música pop - Justin Drew Bieber - é daquelas pessoas que nasceram duas vezes. A primeira, foi a 14 de Março de 1994, em London, Ontario, Canada. A segunda, foi em 2007, no youtube.

O parto foi inocente: de forma a que amigos e familiares pudessem ver o vídeo da participação de Bieber num concurso local de canto em Strafford, onde ele ficou em segundo lugar, a mãe de Bieber, Pattie Mallette, resolveu criar uma conta no youtube. As reacções foram positivas e Mallete tomou-lhe o gosto. Como o petiz gostava de cantar, a mãe coruja continuou a postar os vídeos onde o filho aparecia a fazer covers de artistas R&B e, quando deu por isso, a página de Bieber era já das mais visitadas.

Depois, num desses acasos da vida em que a sorte nos liga a cobrar no destino, Scooter Braun, um ex-executivo de marketing da editora So So Def, esbarrou na página de Justin, enquanto deambulava pela net à procura de cantores diferentes. Mal sabia ele que tinha acabado de esbarrar no maior fenómeno musical dos últimos tempos.

Nos últimos dois anos, Justin viu o seu álbum de estreia, My World, chegar a platina, teve duas nomeações para os Grammy, quatro American Music Awards (bateu Eminem e Lady Gaga na categoria de artista do ano), tornou-se no primeiro artista a conseguir ter 7 canções de um álbum de estreia no Hot 100 Billboard, e dia 11 de Fevereiro de 2011 estreará um documentário em 3-D chamado Justin Bieber: Never Say Never, com filmagens da primeira Tour Mundial feita pelo cantor. J.B. só tem 16 anos.

justin bieber

Mas o que foi exactamente que Braun, e mais tarde Usher (a estrela de R&B), viram em Bieber para quererem assinar contrato com ele (o que viria a acontecer em Outubro de 2008, quando assinou com a Island Records)?

Porque é que ele tem 17 milhões de fãs no facebook, o vídeo mais visto de sempre no youtube, e qualquer coisa como 6.785, 034 milhões de seguidores no twitter? Números que fazem dele - segundo o jornal inglês The Observer - alguém mais influente e com mais poder nas redes sociais que nomes como Barack Obama ou o Dalai Lama.

Perguntemos-nos, por favor, o que é que o canadiano tem de tão especial?

Não vale responder que é porque ele é giro, fofo ou engraçado. Que é porque as letras dele são originais, a música de qualidade superior ou a voz dele algo nunca visto antes. Tal como não conta dizer que foi porque ele foi descoberto pela internet, porque outros antes dele também o foram (a Lilly Allen, por exemplo). E por favor deixemos de lado essa questão cabeluda que dá pelo nome de estilo capilar, barra, imagem de marca, barra, arranca suspiros, do rapaz.

Aqueles que têm a oportunidade de privar com ele, ou que com ele já trabalharam, dizem que o seu verdadeiro trunfo é o seu carisma e personalidade. O seu carácter, e a sua ética de trabalho.

A popular revista Vanity Fair, que lhe dedica a edição de Fevereiro próximo, afirma que Bieber é o adorável e angelical rosto de que não vamos conseguir escapar em 2011. É como uma febre. E está em todo o lado.

Pessoalmente, a música de Bieber não me convence. No entanto, e mesmo após umas boas 26 vezes a ouvir a sua música em repeat, a verdade é que também não consigo ficar a odiá-lo.

Mas há muito quem o odeie, ao ponto de se darem ao trabalho de espalharem boatos na net como o de que ele tinha morrido, padecia de uma qualquer doença ou é muito efeminado.

E depois há as paródias – Justin foi das personalidades mais parodiadas em 2010. E, nesse campo, há coisas engraçadas.

Eis-nos então chegados ao espaço para o momento nonsense. Se gosta realmente de Justin Bieber por favor dê por terminada a leitura deste artigo aqui.

Se se quiser rir, e ver o desportivismo do rapaz, assista ao divertido vídeo em que Sabrina Sato – uma apresentadora brasileira entrevista, ou melhor, tenta entrevistar Bieber, e à forma como ele a corrige de cada vez que ela diz “Justin”.

Se não tem nada contra ele, mas está no presente momento entediado, quer passar algum tempo e entreter-se uns minutos, vá ao seguinte link, atirar umas garrafas ao jovem astro.

E por fim, se não pode mesmo mais ouvir falar de Justin Bieber, siga este último link e veja se consegue vencê-lo.

Site oficial de Justin Bieber.

Fontes das imagens: 1, 2, 3.


version 2/s/música// @obvious, @obvioushp //helenapereira