Arte Tumular Erótica: A Relação Passional entre a Vida e a Morte

Um ensaio de lindas curvas sensuais frente à tristeza desoladora nos encanta de forma marcante ao percorrermos os corredores de cemitérios dos vários cantos do mundo. Estas obras de arte são palco de lágrimas de adeus e nos mostram uma morte temida e ao mesmo tempo envolvente. É a entrega da vida à morte, numa doce rendição.


cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida

Os admiradores das artes costumam freqüentar museus e galerias onde podem encontrar ensaios, esculturas, pinturas, quadros, artesanatos, enfim, uma miscelâneas fabulosa de obras. Mas algumas são mais intrigantes: experimente visitar o cenário de um funeral.

Cemitérios de todo o mundo são palco de uma variedade artística tão intensa, apesar do lado fúnebre, que nos fazem enxergar a morte com olhos mais atentos ao detalhe, temerosos e apaixonados. Em meio a essa atmosfera de dúvidas e incertezas, rodeada de flores cheirando a despedida, somos rodeados por esculturas feitas em granito, mármore e bronze, e muitas delas são dotadas de uma sensualidade intrigante.

Cenas de nudez são dispostas de forma singular, denotando uma gama de sensações e sentimentos profundos.

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida Último sorriso

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida Último Sorriso

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida Caminhando

Mulheres nuas são cobertas por finos tecidos, sob os quais se deixam notar curvas de sensualidade aflorada, seios e pernas bem delineados, uma certa pureza perante a morte. Um cenário de escancarado flerte entre a vida e a morte, onde a nudez representa um estado de entrega perante o desconhecido, lugar onde não se admitem mantos e máscaras. E no lugar que faz jus à expressão “do pó vieste e ao pó retornarás”, a ausência de roupas é mais do que explicada.

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida Eterno Repouso

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida Triste Separação

Rendição é a palavra. Nas faces distribuídas pelo cemitério, nos comovemos pelas expressões de tristeza, depressão, abnegação, súplica, indignação, lamento e angústia. Um estado de inércia e prostração frente à impossibilidade de alterarmos o fato de que nunca conseguiremos vencer a morte.

Para além disso, podemos também viajar por um campo um pouco mais atrativo, que nos mostra uma relação passional entre a vida e a morte. Como opostos se atraindo, a vida se entrega aos braços da morte, numa doce poesia ao estilo shakesperiano. E como em toda relação de entrega, cheia de sentimentos exasperados e profundos, a sensualidade é o prato principal.

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida A Morte

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida Vaidade

Nesse mesmo tom de amor suplicante, encontramos uma dessas obras de arte intitulada “Lenda Grega”, no cemitério da Consolação em São Paulo/Brasil, que nos emociona frente ao sofrimento de Orfeu pela morte da amada Eurídice.

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida Lenda Grega

Um último beijo, um último adeus.

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida Último Adeus

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida Último Adeus

cemiterio, escultura, morte, tumulo, vida Triste Separação

Agradecimentos especiais ao principal inspirador do artigo, Helio Rubiales. Para percorrer um pouco mais essas tristes curvas sensuais, visite o blog Arte Tumular Erótica


obvious magazine

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp, eros //obvious magazine
Site Meter