A dualidade feminina nos desenhos de Camilo Meneghetti

Sua arte expressa a dualidade da figura feminina – o poder e a fragilidade. Inspirado na estética do surrealismo pop, Camilo Meneghetti cria uma intrigante atmosfera por meio de distorções que convidam o observador a imergir em seu imaginário obscuro, no qual sublima a inocência e a beleza.


camilo, desenho, ilustracao, meneghetti

Ainda pequeno, o artista Camilo Meneghetti percebeu que queria desenhar. Mas não qualquer coisa: queria desenhar emoções. O lápis, papel e alguns sentimentos, que não sabia exatamente o que eram, o inspiravam. Depois de uma grande trajetória, encontrou-se em uma interessante retratação da figura feminina, até hoje sua maior fonte de inspiração.

Camilo Meneghetti nasceu e cresceu em Novo Hamburgo, a 50 km da capital gaúcha, Porto Alegre. Ainda menino tinha aquela vaga melancolia de não saber direito de onde vinha, aquela estranha saudade de alguma coisa ou alguém. Queria descobrir todos estes sentimentos. Seus pais – salienta o artista – tiveram um importante papel em seu desenvolvimento artístico. Por terem um espírito lúdico proporcionaram muita liberdade à imaginação do então menino que se apaixonava pela arte.

Quando mais velho, e antes de se dedicar exclusivamente à arte, trabalhou, durante dez anos, com propaganda. Mais tarde, seus traços vieram inspirados na mulher, por sempre considerá-la um ser mais complexo e mais forte do que o homem – pela natural intuição e sensibilidade. Desenhava a figura feminina, exaltando as curvas e a leveza do corpo. Porém, com o tempo começou a distorcer seus desenhos, das mais variadas formas, em busca da expressão exata do que queria transmitir.

camilo, desenho, ilustracao, meneghetti

camilo, desenho, ilustracao, meneghetti

Influenciado por artistas como Sergey Bratkov e Margherita Manzelli – os quais retratam crianças e jovens em situações adultas, insinuantes ou incômodas, decidiu que sua figura feminina transmitiria o máximo de fragilidade possível. Buscou algo como uma entidade. “A morte, o mal, a tristeza, a força, o medo – ou qualquer outro símbolo poderoso do nosso imaginário – envelopado numa forma aparentemente frágil”, ressalta o artista.

Sua proposta são entidades, praticamente fantasmas, seres sem idade retratados na forma de uma menina de proporções distorcidas. Meninas fortes e frágeis ao mesmo tempo.

camilo, desenho, ilustracao, meneghetti

camilo, desenho, ilustracao, meneghetti

Camilo recebe, frequentemente, diversos convites para participar de exposições e intervenções artísticas. Atualmente trabalha entre Novo Hamburgo e São Paulo. Mais trabalhos do artista podem ser conferidos em sua galeria no Flickr.


rejane borges

Gosta das cores de folhas secas ao chão. E das cores das folhas velhas dos livros.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //rejane borges