Crianças inesquecíveis da sétima arte

Diz o ditado que são a melhor coisa do Mundo. Sejam sossegadas e tranquilas, rebeldes e inquietas, as crianças dão sempre o melhor de si. E quando crescem, continuam a sê-lo: maiores por fora, mas pequenos por dentro. Hoje, Dia Internacional da Criança, junta-se brincadeira com cinema. Personagens de palmo e meio em brilhantes interpretações que qualquer espectador certamente recorda.


cinema, criancas

É claro que esta lista está incompleta. É apenas uma amostra, e por questões práticas restringimo-la às três últimas décadas. Crianças talentosas no meio cinematográfico, é coisa que felizmente não falta. Por isso hoje, Dia Internacional da Criança, relembramos algumas personagens inesquecíveis.

A maior parte dos actores que as interpretaram, já são actualmente (bem) crescidos. No entanto, as suas carreiras começaram ainda em tenra idade, marcando os filmes que fizeram. Conheça de seguida sete destes casos.

Abigail Breslin em “Uma família à beira de um ataque de nervos”(Portugal) , “Pequena Miss Sunshine” (Brasil)

Com 10 anos de idade, a actriz norte-americana deu vida a Olive, a caçula de uma família, que diariamente vivia “em pleno ataque de nervos” e sonhava ser a rainha de um concurso de beleza. Este drama de 2006 conta a história da viagem com a sua família até à Califórnia, onde o título de “Miss Little Sunshine” a espera. Durante o percurso, vão descobrindo que, afinal, aquilo que os une é muito mais do que uma ligação de sangue. E a beleza não se pode medir com uma mera estatueta. A fantástica interpretação de Abigail valeu-lhe, entre outras, a nomeação para o Óscar e o BAFTA de melhor actriz secundária, bem como a premiação nos MTV Movie Awards e nos Critics Choise Awards.

Drew Barrymore em “ET” Um dos maiores êxitos de bilheteira de sempre, foi também a rampa de lançamento para a carreira de Drew Barrymore. Em 1982, e com apenas 7 anos, a actriz interpretou Gertie, a irmã mais nova de um dos protagonistas do filme. A história de um alienígena que veio parar à Terra e travou amizade com um rapaz que o ajuda a regressar a casa continua até hoje inesquecível na memória do público. Apesar de um papel secundário, atrevemo-nos a dizer que esta é uma das personagens pelas quais Drew mais é (re)conhecida.

cinema, criancas

Haley Joel Osment em “O sexto sentido”(Portugal e Brasil) “I see dead people”é provavelmente umas das frases do cinema que mais passaram para as conversas de todos os dias. Haley Osment, com 11 anos, encarnou Cole Sear, uma criança que via e falava com pessoas mortas. E que, através dos seus espíritos, percebeu que estes não queriam assustá-lo, mas precisavam da sua ajuda. Este thriller de terror psicológico norte-americano, estreado em 1999, trouxe ao jovem actor o reconhecimento da crítica. Um ano depois, foi nomeado para o Óscar e o Globo de Ouro para melhor actor secundário.

cinema, criancas

Macaulay Culkin em “Sozinho em casa” (Portugal) , “Esqueceram de mim” (Brasil) O menino louro de olhos azuis, rebelde e que é esquecido em casa pelos pais quando estes vão de férias, é uma das personagens norte-americanas mais marcantes dos anos 90. Com 10 anos de idade, Macaulay Culkin foi catapultado para a fama com “Kevin”. As armadilhas preparadas para os ladrões, que tentam assaltar a casa enquanto está sozinho, arrancam hoje as mesmas risadas que da primeira vez. Devido ao sucesso da história e principalmente do personagem, em 1992 chegou a sequela do filme. O jovem actor venceu o prémio de comédia do American Comedy Award e do British Comedy Awards, em 1991. No mesmo ano, Macaulay Culkin, interpretou “Thomas” em “O meu primeiro beijo”, outra das suas personagens mais famosas.

cinema, criancas

Saoirse Ronan em “Expiação” (Portugal), “Desejo e reparação” (Brasil) Baseada no best-seller de Ian McEwan, a adaptação cinematográfica de “Expiação” chegou-nos em 2007. Este drama complexo, que aborda vários temas, entre eles o ambiente vivido durante a II Guerra Mundial, retrata a culpa e o arrependimento de Briony. A menina de 13 anos, interpretada por Saoirse Ronan (que curiosamente também fez 13 anos durante as filmagens),faz terríveis acusações contra um dos trabalhadores da casa onde vivia, ao descobrir o romance que este mantém com a sua irmã mais velha. Ao longo de todo o filme, três actrizes dão vida a Briony e ao sentimento de culpa de que nunca se livrou. Saoirse recebeu inúmeras nomeações e prémios de melhor actriz secundária, devido à sua excelente actuação.

cinema, criancas

Christina Ricci em “A família Adams” (Portugal e Brasil) Em 1991, esta comédia de humor negro torna-se um êxito imediato. A “malvada” família Adams, que insiste em se vestir de preto e ter hábitos bastante estranhos, ganha mais pelo humor do que pelo terror. E para isso muito contribuiu a rebelde “Wednesday”, interpretada por Cristina Ricci, com 11 anos na altura. E a mão que anda sozinha pela mansão da família, claro. Tal como em “Sozinho em casa”, também foi feito um segundo filme. As novas aventuras chegaram logo em 1993.

cinema, criancas

Daniel Radcliffe na saga de “Harry Potter” (Portugal e Brasil) É o feiticeiro mais conhecido do Mundo. Em 2000, a Escola de Magia de Hogwarts chega às salas de cinema, depois do grande sucesso nas livrarias. Com 10 anos, Daniel Radcliffe interpretou o que seria o primeiro de vários filmes de Harry Potter. Muita magia, muita aventura e mistério fizeram desta saga uma das mais vistas de sempre. Juntamente com o actor, os outros dois colegas de cena também se juntaram ao rol das crianças que marcaram a história do cinema.

cinema, criancas


diana ribeiro

Gosta de cores, comer algodão doce, ouvir as ondas do mar, cheirar e tocar em livros novos. Não dispensa o uso de nenhum dos sentidos.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/cinema// @obvious, @obvioushp //diana ribeiro