Mike Stilkey: pinturas e esculturas em livros

São livros empilhados uns em cima dos outros, formando esculturas pintadas pela mão de Mike Stilkey. O artista norte-americano utiliza as capas e a parte lateral dos livros como se fossem telas. Aí, com várias tintas e lápis de cor, desenha e pinta os seus personagens.


escultura, livros, mike, reciclagem, stilkey ©Mike Stilkey, "The Piano Has Been Drinking"

Desde cedo Mike Stilkey mostrou interesse e vocação pelo meio artístico. Nascido em 1975 em Los Angeles, na Califórnia, começou por pegar em páginas normais, depois em páginas de livros e fazer delas o seu instrumento-base para desenhar e pintar. E quanto mais antigas fossem, melhor. Isto porque Mike não gosta de fundos totalmente brancos, como as telas.

escultura, livros, mike, reciclagem, stilkey ©Mike Stilkey.

Há seis anos publicou um livro chamado “100 retratos”, que mostrava 100 imagens feitas em livros antigos. O sucesso foi grande e Mike começou a trabalhar nesta ideia. Para além das pinturas que já tinha realizado, decidiu fazer outras, mas com vários exemplares. O objectivo era empilhá-los numa parede, dando-lhes um aspecto de esculturas, e pintar as imagens nas lombadas. E assim fez.

escultura, livros, mike, reciclagem, stilkey ©Mike Stilkey, "Reminiscent"

Utilizando misturas de tintas, lápis de cor e algum verniz, o artista transportou para os livros toda a sua criatividade. Os seus retratos espelham um mundo de cor e fantasia, cheios de personagens misteriosos e também melancólicos. Ao olhar mais de perto, sugerem-nos um profundo momento de introspecção. Angústia? Talvez saudade? Ou até quem sabe, conformismo?

Mike Stilkey refere que as suas pinturas são influenciadas por vários estilos: “adoro ilustração figurativa, expressionismo alemão e surrealismo”. Quantos aos protagonistas, tanto animais como pessoas são apenas situações recorrentes do dia-a-dia: representam qualquer um, mas não identificam ninguém em particular. Por exemplo, em “Enemy in the House “ – Inimigo na casa, (um dos seus trabalhos), um homem tenta afastar o seu gato de uma cadeira. Esta cena não é mais do que um retrato de uma actividade doméstica comum.

escultura, livros, mike, reciclagem, stilkey ©Mike Stilkey, "Lovers All Untrue"

escultura, livros, mike, reciclagem, stilkey ©Mike Stilkey, "Distinguished"

O artista procura misturar o quotidiano com um toque de humor e uma dose de tristeza e melancolia. Essa é a sua marca. Algumas das suas esculturas ultrapassam a utilização de quatro mil livros para o efeito final, e há quem o acuse de estar a destrui-los. “Então eu explico que só uso livros estragados ou muito velhos, dando-lhes uma nova vida numa obra de arte”.

escultura, livros, mike, reciclagem, stilkey ©Mike Stilkey, "Slightly All The Time"

A obra de Stilkey já passou por diversas galerias e museus nos Estados Unidos e Inglaterra. Veja o site do artista.


diana ribeiro

Gosta de cores, comer algodão doce, ouvir as ondas do mar, cheirar e tocar em livros novos. Não dispensa o uso de nenhum dos sentidos.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //diana ribeiro