China: 100 anos sem imperadores

Há cem anos a China mudou a direcção da sua História. Depois de milénios de governação imperial, uma série de revoltas e manifestações violentas forçou o imperador Puyi, de apenas seis anos, a abdicar. A 1 de Janeiro de 1912, a China tornava-se uma República.



china, historia, imperador, puyi Pintura Dinastia Qing, Aqueduto de Bamboo em Hong Kong, 1843.

A 12 de Fevereiro de 1912, a vida do último imperador da China e a própria história da China mudariam para sempre. A revolução de Xinhai (que decorria desde Outubro do ano anterior) precipitara os acontecimentos e o imperador Puyi, com apenas seis anos e dias depois de instaurada a república, acabou por abdicar do seu título. Foi o fim da era da dinastia de Qing, que reinava desde 1644, e dos imperadores na China. O país era governado por imperadores desde 3500 A.C.

china, historia, imperador, puyi Pintura Dinastia Qing, Cidade de Nanking, 1843.

china, historia, imperador, puyi Pintura Dinastia Qing, Ataque e captura de Chuenpee perto de Canton, 1843.

A dinastia Qing mostrava dificuldades em manter as fronteiras e modernizar o país desde a segunda metade do século XIX e no final do século surgiram os primeiros grupos de contestação do poder imposto. Ao longo dos anos, as vozes opositoras do regime tornaram-se mais fortes, criticando o poder da minoria Manchu (provenientes da província da Manchuria à qual a dinastia Qing pertencia) que reinava sobre a maioria Han, grupo étnico que representa 92% da população chinesa. Soldados, homens de negócio, grupos de direitos civis e intelectuais juntaram-se e levaram a cabo várias revoltas e motins por todo o país.

Nos primeiros anos do século XX assitiu-se a uma escalada de violência que punha em causa o regime. Os revoltosos pretendiam tomar o poder a 6 de Outubro de 1911 mas, devido à falta de meios, adiaram as movimentações. No entanto, devido à explosão acidental de uma bomba, os acontecimentos precipiratam-se e a revolta instalou-se por toda a China a 10 de Outubro. Rapidamente, a cidade de Wuchang foi tomada pelos manifestantes. Seguindo o exemplo, outras cidades por todo o país também foram tomadas.

Numa tentativa de acalmar os ânimos da população, o governo da família Qing elegeu Yuan Shikai primeiro-ministro a 1 de Novembro, um cargo inexistente até então e que retirava a Puyi o seu poder absoluto. Dois dias depois, a corte aprovou os Dezanove Artigos, documentos legais nos quais constava a alteração do sistema autocrático (em que o imperador tinha poderes ilimitados) para uma monarquia constitucional.

Contudo, estas alterações ocorreram demasiado tarde. Os revoltosos exigiam a instauração de uma república e as manifestações continuaram. Com o país à beira da guerra civil devido às tensões entre as províncias do norte e do sul, era urgente chegar a um acordo. A 18 de Dezembro, foi feita uma decisão. Yuan Shikai forçaria o imperador a abdicar, tornando-se o pirmeiro Presidente da República da China. Finalmente, o primeiro dia da República chegou, a 1 de Janeiro de 1912, e a 12 de Fevereiro Puyi assinava a abdicação. Tinha apenas seis anos.

china, historia, imperador, puyi Puyi, 1909.

Durante a primeira parte da sua vida, o último imperador da China esteve ligado ao poder. Recuperou-o momentaneamenteno período de 1 a 12 de Julho de 1917. De 1932 a 1945, reinou sobre a província da Manchúria, tornando-se um imperador fantoche ao serviço dos japoneses. Depois da II Guerra Mundial, toda a sua influência desapareceu. Foi preso pelo Exército Vermelho, passando os dez anos seguintes na prisão, passando por privações que nunca tinha conhecido. Quando saiu, levou uma vida modesta: apoiou publicamente o Partido Comunista e trabalhou nos Jardins Botânicos de Beijing e nos Arquivos do Governo. Acabaria por morrer em 1967 vítima de cancro renal.

china, historia, imperador, puyi Puyi, 1922.

china, historia, imperador, puyi Puyi em Xuantong (imagem da esquerda).Puyi em Manchukuo (imagem da direita).

china, historia, imperador, puyi Mao Tse Tung, lider dos comunistas chineses, dirige-se a alguns dos seus seguidores.

A vida de Puyi é retratada no filme "O Último Imperador" de Bernardo Bertolucci, baseado na autobiografia escrita pelo imperador.

china, historia, imperador, puyi Cidade Proibida de Beijing.

china, historia, imperador, puyi Cidade Proibida de Beijing.

china, historia, imperador, puyi Cidade Proibida de Beijing.

diana guerra

é normalmente zote, mas dizem que também se interessa por arte, cultura e essas coisas óbvias.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
v1/s
 
Site Meter