Os mundos irreais de scarlett hooft graafland

Imagine se os cenários da pintura surrealista tivessem seus instantes de existência, concretizando o irreal por meio de improváveis intervenções humanas nos lugares mais remotos do planeta. Resguardadas as devidas proporções, eis a inspiração de Scarlett Hooft Graafland, a fotógrafa dos mundos irreais.



arte, fotografia, Graafland, paisagem, surrealismo © Scarlett Hooft Graafland, "Seven Steps to Overlapping Beauty", Salt Works, Bolivia.

Percorrer os lugares mais remotos do mundo e interferir em sua paisagem de maneira única, evidenciando o toque humano onde a natureza impera quase absoluta. É esse um dos mais importantes aspectos do trabalho de Scarlett Hooft Graafland, escultora e fotógrafa holandesa que tem se destacado internacionalmente por suas expedições recheadas de pesquisa, sensibilidade e arte.

As imagens surpreendentes capturadas pelas lentes da artista revelam seu fascínio por vivências humanas condicionadas a ambientes quase inexplorados. Antes de produzir suas intervenções, a fotógrafa se permite sentir na pele os desafios de cada espaço, pesquisando e participando das manifestações sociais e culturais instaladas em determinada área.

Os cenários escolhidos são de beleza estonteante. Mesmo assim, a paisagem natural nunca é pura e simplesmente o objeto principal do registro fotográfico. Graafland introduz no ambiente intervenções escultóricas ligadas às características do local. Embora o resultado cause uma inevitável surpresa ao olhar, o conjunto da obra não parece absurdo. A simplicidade das performances e/ou esculturas, de algum modo, adere harmonicamente à dinâmica original do lugar, e as fotografias completam o trabalho, perenizando o arranjo volátil e improvável criado pela artista.

arte, fotografia, Graafland, paisagem, surrealismo © Scarlett Hooft Graafland, "Seven Steps to Overlapping Beauty", Salt Works, Bolivia.

arte, fotografia, Graafland, paisagem, surrealismo © Scarlett Hooft Graafland, "Seven Steps to Overlapping Beauty", Salt Works, Bolivia.

Para realizar seus projetos, Graafland teve de contar com algumas de suas mais notáveis capacidades: a capacidade de se adaptar a outras culturas e o espírito aventureiro que a encorajou a passar longas temporadas em lugares praticamente inóspitos, como planícies de sal no sul da Bolívia, vulcões na Islândia e montanhas na China.

O tom surreal que emana das imagens tem origem apenas nas composições criadas pela artista por meio de suas performances e intervenções escultóricas. Graafland faz questão de esclarecer que não produz montagens e suas fotografias não recebem qualquer tratamento digital. Por alguns instantes, em pontos remotos do globo, seus mundos irreais existiram, como materializações perfeitas de uma realidade naturalmente fantástica.

Conheça o site da artista.

arte, fotografia, Graafland, paisagem, surrealismo © Scarlett Hooft Graafland, "Masmo", Salt Works, Bolivia.

arte, fotografia, Graafland, paisagem, surrealismo © Scarlett Hooft Graafland, "Masmo", Salt Works, Bolivia.

arte, fotografia, Graafland, paisagem, surrealismo © Scarlett Hooft Graafland, "Domestic Marble", Salt Works, Bolivia.

arte, fotografia, Graafland, paisagem, surrealismo © Scarlett Hooft Graafland, "Sweating Sweethearts", Salt Works, Bolivia.

arte, fotografia, Graafland, paisagem, surrealismo © Scarlett Hooft Graafland, "Sweating Sweethearts", Salt Works, Bolivia.

andreia mendes

é feita de livros, filmes, sonhos, memórias, medos e muito chocolate.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
x2
 
Site Meter