Conspiração NASA - Houston, será que teremos problemas?

Alguns cientistas da NASA e ex-astronautas concordam em afirmar que o nosso passado está repleto de episódios em que o “contacto” com vida extraterrestre ocorreu de fato. E há arquivos secretos e oficiais que poderiam comprovar que não estamos sozinhos no espaço.



astronauta, espaço, extraterrestre, ovni, ufo, vida © NASA / Stephen Leshin, "A Ghost in Cepheus".

O céu está sobre as nossas cabeças, olhamos as nuvens e contemplamos as estrelas. Em muitos momentos temos a impressão de que elas piscam de volta e nos fazem pensar. O que há além do céu? Seria como descortinar o maior espetáculo da natureza. Um céu que não é apenas azul e pode conter em si toda a escuridão, além da luz mais intensa e brilhante. Extrapola a nossa capacidade de dimensionar. E nós, terráqueos, que estamos logo abaixo dele – do céu – especulamos sobre o infinito. A dúvida e a curiosidade nos impulsionam a imaginar e buscar respostas sobre a existência de vida extraterrestre.

Cientistas, homens de carreiras devotadas às pesquisas espaciais, astronautas renomados, oficiais aviadores, já declararam encontrar indícios e até provas da existência de vida inteligente fora do nosso planeta.

Declarações, testemunhos, possíveis arquivos, fotos, filmes, fatos controversos, especulações e tudo o que alimenta uma boa teoria da conspiração. Certezas? Nenhuma, por enquanto. Mas não excluímos as possibilidades.

“Fatos” cronológicos

O astronauta norte-americano John Glenn, a bordo da cápsula espacial Mercury, em 20 de fevereiro de 1962, teria comunicado à base sobre a existência de “uma grande bola de fogo”, que o seguia enquanto orbitava o planeta. Em 11 de Maio desse mesmo ano, o piloto Joseph A. Walker, em missão da NASA, afirmou que uma das tarefas que lhe tinham sido destinadas era a de detectar UFOs. E ele teria conseguido realizá-la, quando chegou a filmar entre cinco e seis objetos no mês de Abril. Estes filmes não se tornaram públicos - confira o Programa Espacial Mercury.

astronauta, espaço, extraterrestre, ovni, ufo, vida © Acervo da NASA.

Em 4 de Dezembro de 1965, a bordo da Gemini 7, os astronautas Frank Bormam e James Lovell teriam comunicado à base de Houston o avistamento de um UFO. O objeto se parecia com destroços, mas a tripulação garantiu que foi um “avistamento real”.

Maurice Chatelain, em 1979, quando chefe de comunicações da NASA, teria confirmado que o astronauta Neil Armstrong relatou ter visto dois UFOs em uma cratera. E que registros das missões Apollo e Gemini indicam a presença de espaçonaves “de origem” extraterrestre, de perto e à distância. Segundo Chatelain, depois que os astronautas informaram os fatos ao controle da missão, foram censurados e obrigados a manter o sigilo.

Mais recentemente, em Novembro de 1992, um ex-funcionário da NASA, Bob Oeschler, falou que muitos dos vídeos realizados durante as missões espaciais são previamente censurados antes da apresentação pública.

Em 1995, Gordon Cooper, um dos pioneiros da exploração espacial dos Estados Unidos, admitiu, em reunião da Organização das Nações Unidas (ONU), que teria encontrado objetos extraterrestres. O ex-astronauta Gordon declarou diante da assembléia, presidida pelo secretário geral Kurt Waldheim: "Acredito que veículos extraterrestres e suas tripulações estão nos visitando...” Momento em que também revelou fatos ocorridos em 1951: “[...] durante dois dias tive a oportunidade de observar muitos objetos de diferentes tamanhos que voavam em formação a uma altura muito superior da que podíamos alcançar".

As declarações dos astronautas e relatos sobre documentos secretos estão disponíveis em vários sites. Dentre eles, um artigo especial da revista UFO.

Em 26 de Março de 2012 foi inaugurada a mostra da “Área 51”, no Museu Nacional de Testes Atômicos, em Las Vegas. Uma reunião de registros históricos: aviões de espionagem, como o U2 e A-12; modelos de aeronaves stealth; e um conjunto de especulações sobre a captura militar de uma nave alienígena para teste, além dos exames dos restos mortais de um extraterrestre que supostamente teria morrido no incidente de Roswell em 1947, todos relacionados com a existência de projetos secretos e da Área 51.

astronauta, espaço, extraterrestre, ovni, ufo, vida © Acervo da NASA.

O que nos faz pensar se o ser humano é capaz de encontrar as respostas para as perguntas que ele mesmo faz. E até onde podemos ir? Projeções sobre o futuro e as respostas que ainda teremos que descobrir. Não sabemos o suficiente, mas olhamos para o céu.

Fontes de pesquisa: O Canal de História (A&E Televisión (AETN) e Chello Multicanal), Revista UFO, Centro de Ufologia Brasileiro 

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
v6/s
 
Site Meter