A história de Lizzie Velasquez

Uma história de vida inspiradora. De uma doença que a levou a ser conhecida como "a mulher mais feia do mundo" a uma vida e carreira de sucesso. Uma mulher com determinação e coragem, Lizzie Velasquez é o que todos nós deveríamos ser.


14978.jpg

Lizzie Velasquez ficou conhecida como sendo a "mulher mais feia do mundo" por causa de um vídeo postado no youtube que levava o mesmo título. A própria Lizzie descobriu o vídeo navegando na internet quando se deparou com a grotesca brincadeira, a qual expunha a menina e a sua doença de uma maneira cruel.

Lizzie tem 25 anos e nasceu com uma doença extremamente rara, uma doença que foi, até hoje, identificada em apenas três pessoas no mundo. A doença que atinge Lizzie impede que seu corpo absorva gordura. Por causa disso, é mais frágil e suscetível à toda a sorte de doenças. Para se manter saudável, Lizzie precisa comer de 20 em 20 minutos, pois já que seu corpo não absorve gordura, ela não possui um estoque de nutrientes, o que a ajudaria a ficar protegida contra vírus e doenças. Por causa disso, ela deve se alimentar constantemente. Hoje, com 25 anos, ela, no entanto, nunca conseguiu ultrapassar a marca dos 30 quilos e envelhece mais rapidamente que as outras pessoas. Ainda que ela coma o dia todo e tenha um apetite enorme, Lizzie quase morreu quando tinha 19 anos, de anemia profunda, por causa da sua incapacidade de absorver vitaminas ou nutrientes. Muito magra, ela é uma mulher fraca e, apesar de não fazer fisioterapia, caminha sem grandes dificuldades, mas devagar. Uma das implicações da doença também fez com que Lizzie ficasse cega do olho direito.

Quando a menina Lizzie nasceu, seus pais foram alertados de que se ela sobrevivesse, não ria ganhar peso e, dificilmente, falaria, andaria ou faria qualquer outra coisa como uma criança normal. Seus pais resolveram levar a menina para casa e acreditar que tudo ia ficar bem. Alguns chamam de sorte, outros de fé, mas o fato é que Lizzie conseguiu ultrapassar enormes barreiras desde a infância e levar uma vida como todas as outras pessoas, obviamente, ao máximo que pudesse.

Lizzie-Natal-miniatura-960x1348-53944.jpg

Ela estudou na escola, enfrentou bullying e todo o tipo de preconceito e discriminação, cresceu, trabalhou, estudou mais, se formou na Universidade de Comunicação Social do Texas, e hoje é uma mulher independente, de sucesso e autora de três livros. Ela dá palestras e conferências de auto-ajuda. Lizzie fala, em um dos seus vídeos, que decidiu deixar as coisas que ela tem a definir, e não as coisas que ela não tem, ou seja...o padrão de beleza imposto pela sociedade.

lizzie_velasquez_web-miniatura-960x640-53942.jpg

lv.jpg

Escreve livros de auto-ajuda para ensinar o resto do mundo como enfrentar situações que, geralmente, nos deixam apavorados. E a "mulher mais feia do mundo" conseguiu ser o que milhares de pessoas bonitas não são: confiantes. E por causa disso Lizzie é uma belíssima mulher, e a qual temos o privilégio de ser inspirados pela sua história de determinação e conquista. Ela conquistou cenários que muitos ainda lutam para conquistar. Ela deu a cara à tapa, ela foi de cabeça erguida, ainda que com medo, e seguiu todos os passos para ter uma vida muito melhor do que muitos de nós. Uma vida muito melhor do que muitos que passam por ela e ficam com dó e soltam risadinhas. Lizzie é muito mais do isso. E ela provou ao mundo. E o fez em muito bom estilo e com muito bom humor.

Lizzie Velasquez tem mais dois irmãos, sendo eles completamente saudáveis. Lizzie também colabora com cientistas de Genética da Universidade do Texas que estudam sua doença misteriosa. Os médicos suspeitam que ela tenha uma pequena alteração no nosso código genético, o DNA. Se eles descobrirem o gene, ou o conjunto de genes doentes em Lizzie, podem entender e aprimorar os estudos contra a obesidade.

46Lizzie-miniatura-800x534-59710.png

Para conhecer mais sobre a história de Lizzie, assista alguns vídeos:


rejane borges

Gosta das cores de folhas secas ao chão. E das cores das folhas velhas dos livros.
Saiba como escrever na obvious.
version 6/s/recortes// @obvious, @obvioushp //rejane borges