A canção Je t'aime moi non plus

Dois casos de amor e uma das músicas mais polêmicas da história.


tumblr_me3u3haJDd1qdq5dlo1_500.jpg

Je t'aime moi non plus é considerada uma das canções mais polêmicas da história musical. Seu compositor, o francês Serge Gainsbourg, inspirou-se no ano de 1967, na cidade-luz, Paris. A compôs em companhia da então estrela e diva do Cinema Brigitte Bardot, afirmando ser a composição feita especialmente para ela, que havia mesmo pedido a Serge que fizesse uma canção de amor para ela. A canção foi composta em clima romântico e erótico, os dois mantinham uma intensa relação amorosa. Ao se apaixonar por Bardot, Serge tinha consciência de que ela era uma mulher casada, ainda que afirmasse que se tratava de um casamento falido. Bardot estava disposta a se render para o apaixonado Gainsbourg. Eles também trabalhavam juntos na mesma gravadora, e a loira já tinha emprestado a sua voz para outras canções dele como, por exemplo, "L'Appareil à sous".

brigitte-bardot-hairstyles-5.jpg

Serge-Gainsbourg-and-Brig-001.jpg

Mas, apesar da música que era ponte deste caso amoroso, o casal teve grandes desentendimentos. Após, finalmente, gravarem "Je t'aime moi non plus", a relação do casal começou a mudar. O amor entre os dois não seguia bem. Bardot ainda era casada e os boatos não cederam, fazendo com que ela voltasse aos braços do marido, dando uma segunda chance ao seu casamento e deixando Serge desolado. Com toda esta confusão alcançando os holofotes da mídia, o marido de Bardot, com o consentimento dela, proibiu a divulgação da música "Je t'aime moi non plus".

Serge Gainsbourg & Brigitte Bardot.jpeg

A musa Bardot foi logo substituída por quem Serge afirmou ter sido o único e verdadeiro amor de sua vida, e a quem dedicou a canção mais tarde. Foi aí que Jane Birkin entrou em cena. Serge pediu para que a bela atriz e cantora regravasse "Je t'aime moi non plus" com ele. Ela disse sim. A nova versão veio a ser a mais famosa, na voz doce de Birkin. "Je t'aime moi non plus" foi regravada e lançada no ano de 1969, sendo, no entanto, censurada em diversos países europeus, por ser considerada "inapropriada" pelo seu tom altamente sexual. E como toda boa censura, trouxe ainda mais fama para a canção.

Jane-Birkin-0003-e1384314967885.jpg

jane-birkin-32-1969-serge-gainsbourg3.jpeg

Birkin e Serge se apaixonaram perdidamente, e a música foi, novamente, um importante fator que manteve a luz do casal acesa. Juntos, tiveram uma filha, Charlotte Gainsbourg.

Birkin_and_Serge_i_2678155b.jpg

Confira as duas versões aqui:


rejane borges

Gosta das cores de folhas secas ao chão. E das cores das folhas velhas dos livros.
Saiba como escrever na obvious.
version 9/s/musica// //rejane borges