arquitetura é vida

A vida é arquitetura e a arquitetura é vida

Maria Eneida

Arquiteta e Urbanista, mas que busca nas artes e escrita, ou nas reflexões da vida, os conceitos para ser cada dia melhor, produzindo assim recortes escritos, sendo eles na construção do ser (o arquiteto de si) ou na tradução do olhar da vida, escrevendo assim, com enfoque no viver com a beleza, a bondade e a verdade.

Da urbanidade à Feliz Cidade

Um olhar para a arquitetura, sem deixar de olhar a vida.


institutodosarquitetos.jpg

Um olhar, um momento. A tradução daquilo que muitas vezes não se traduz e das constantes que embalam nossos sonhos e transformam nossas realidades e urbanidades. Como ter uma feliz cidade? A arquitetura é um conceito contemplativo? Sim e também, pois a contemplação dos cenários transformam os olhares e constroem as histórias.

Oscar Niemeyer disse uma vez que a arquitetura é coisa importante para tornar a vida melhor e nisso é possível acreditar que para se ter os cenários aceitáveis em que sonhos se realizam a arquitetura se torna presente.

Já o arquiteto Mies Van Der Rohe entende a arquitetura como a vontade da época traduzida ao espaço. Traduzir, como no pensamento do famoso arquiteto modernista, em lugares palpáveis não é tarefa fácil, pois na multiplicidade humana as traduções se diferem, onde o olhar fácil que pode deslumbrar muitas mentes intrigantes dos lugares e dos objetos edificados faz com que existam diferenças peculiares, nem sempre impressionando aqueles de olhos experientes.

Por isso na reflexão modernista a tarefa de criar espaços em conceito de menos sendo mais ainda é muito aplicável, porque cada ser humano é ponte de tradução e tornar um lugar bom para todos beira a simplicidade.

A arquitetura desperta muito daquilo que não se pode ver nas entrelinhas de cada ser humano e é como se dissecasse os desejos mais profundos de alguém ou de um local, com sua história, suas fragilidades e suas nuances discretas. É onde se mostra o que muitas vezes existe somente em outras cidades sonhadas, em alegrias transformadas em tijolos e paredes, em telhados e em jardins. euvoudebike.jpg

O olhar, como bem descrito se aguça a todos os momentos. Despertar o olhar também é função da arquitetura. Quando se tem um monumento que traz uma história e um sentimento muitas vezes é possível sentir o cheiro e visitar os lugares que somente povoavam a imaginação do autor.

A simplicidade permeia, os olhares são perceptíveis, a cidade é construída e as vidas são tocadas, sendo assim a arquitetura algo que molda e que transfere, mas que também é moldada, pois antes de concreto é vida.

O cenário produzido pelas arquiteturas traz a tona a realidade de cada um, ser o arquiteto da própria vida, sendo aquele alguém que constrói seus sonhos, que prepara muitas vezes o terreno, alicerça suas ideias, levanta as paredes da realidade, cria seu chão e seu teto, busca os revestimentos de quem ama, pinta os seus dias com cores várias, escolhe os caminhos da beleza e da forma que quer construir e decorar seus lugares, coloca um teto como objetivo e o céu um caminho a ser avistado da varanda previamente pensada e nas misturas das realidades constrói sua Feliz Cidade.


Maria Eneida

Arquiteta e Urbanista, mas que busca nas artes e escrita, ou nas reflexões da vida, os conceitos para ser cada dia melhor, produzindo assim recortes escritos, sendo eles na construção do ser (o arquiteto de si) ou na tradução do olhar da vida, escrevendo assim, com enfoque no viver com a beleza, a bondade e a verdade. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/arquitetura// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Maria Eneida