arquitetura é vida

A vida é arquitetura e a arquitetura é vida

Maria Eneida

Arquiteta e Urbanista, mas que busca nas artes e nas reflexões da vida os conceitos para ser cada dia melhor, produzindo uma melhor arquitetura, com enfoque no viver, avistando a beleza, a bondade e a verdade

Sessenta segundos

Uma reflexão para os pedaços da vida naqueles pequenos momentos da vida.


Noite batendo lá fora. Silêncio. Casa vazia. Pessoas dormindo e a madrugada caindo. De certo um ótimo momento de reflexão.

Algumas vezes aparecem uns pensamentos, que são bem recorrentes e outras aparecem uns novos para florear sua mente que já está com tantas flores, que um minuto serve para recapitular momentos da vida.

Sessenta segundos te levam a enxergar todos os momentos imprescindíveis que mostram que a vida é cheia de pedaços que a gente carrega e deixa no caminho. Alguns pedaços foram pesados de deixar, porque a vida te impôs isso, outros você fez questão de deixar.

Nesse momento distraidamente olha pra janela mais uma vez e se vê no silêncio próprio da noite, diferente do borbulhar dentro de ti, com uma página em branco ávida pelo encontro da tinta e da escrita.

A mente é algo um tanto difícil de explicar e suas complexidades ainda interagem com substâncias próprias que desenvolvem cada ser humano de forma espetacularmente diferente e como é próprio dela você começa a divagar mais uma vez e num estalo se lembra dos pedaços da vida que são necessários retirar, levando suavemente uma colherada de brigadeiro (esse cheio de sentimentos) junto com suas lembranças para o estado de seu pensamento inicial.

Será mesmo que é preciso realmente carregar tantos pedaços pela vida? As lembranças serão como fotografias amareladas pelo tempo que se guarda cuidadosamente dentro de uma caixinha, no armário do quarto, com medo que o tempo desbote ainda mais e não se tenha mais o que ver naquela imagem e sobrem apenas borrões?

tic-tac-littl3fairy-clock-hands-time.jpg

Até onde vale a pena arriscar deixar pelo caminho os pedaços e até onde vale a pena construir novos?

Sessenta segundos esses que viram horas de uma reflexão de vida e de estados de vivências até ali encarados como normais, como adquiridos ou ainda como aquele velho chavão: Ah! A vida é assim mesmo!

Encarar esses pensamentos faz com que se olhe mais uma vez para a situação que a vida se encontra, e os vários caminhos que ela te dá. E o pensamento voa nas inúmeras possibilidades que poderiam ser enumeradas dentro de uma progressão aritmética, mas que somente a vida poderia escrever para cada um.

Os pedaços, esses que fazem ser o que cada um é, contam as histórias mais lindas de amor e esperança, outros contam histórias de perdas e algumas tristezas, mas no fim são os que moldam cada um e desafiam a ainda acreditar na vida e nas decisões que ela muitas vezes acaba dando e isso tudo em apenas sessenta segundos de pensamentos.


Maria Eneida

Arquiteta e Urbanista, mas que busca nas artes e nas reflexões da vida os conceitos para ser cada dia melhor, produzindo uma melhor arquitetura, com enfoque no viver, avistando a beleza, a bondade e a verdade .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Maria Eneida