arquitetura é vida

A vida é arquitetura e a arquitetura é vida

Maria Eneida

Arquiteta e Urbanista, mas que busca nas artes e nas reflexões da vida os conceitos para ser cada dia melhor, produzindo uma melhor arquitetura, com enfoque no viver, avistando a beleza, a bondade e a verdade

A liberdade de Amar

Libertar-se de si. Essa é a forma mais sublime do amor.


Hoje me peguei pensando no amor. O que seria o amor?

Sabe, o amor se contrasta com tantas coisas na vida que evidenciam que nem sempre sabemos o que estamos fazendo em prol desse amor.

Amar, essa palavra, que deixa em claro muitos corações perdidos ou que se perde em corações preguiçosos ou cansados de se entregar.

o-diario-de-uma-paixao-the-notebook.jpg

Acredito na sublimidade do amor, essa palavra tenra de se ouvir que mexe com cada um particularmente. E ser simples, essa a novidade do amor, que degenerado por uma sociedade que preza tanta a individualidade, ele se torna só, e nunca em qualquer momento da humanidade existiram tantas pessoas tristes pelo caminho, em busca de algo além.

O problema do amor é saber nessa vida que não se ama, porque muitas pessoas idealizam algo que vive beirando, mas que está enraizado em ser simples, em crer nessa simplicidade.

O amor está nas mãos que se unem, e nas gentilezas de cada lembrança.

rLp2fAB9zfvlMQUdeOARSzIYaOt.jpg

Uma época que o amor floresce é o natal, não sei o porquê disso, mas nesse momento as pessoas se tornam mais gentis e os corações mais abertos em dar e receber. Acredito que esse sentimento venha de algo lá em cima, que nos move todos os dias. Pena perceber que quando esse momento passa, todo mundo se esquece desse calor de um amor que se compreendeu e veste cada um sua casinha e sua camada autossuficiente e se esquece de tudo que provou.

O amor eu entendo como sendo algo que foge das praticidades. Ele nasce e se fortalece quando mesmo sabendo que cada um não pode devolver aquilo que damos, se torna mais bonito e claro.

Quando alguém lembra das suas pequenas nuances e as denota em pequenos gestos, quando ninguém pensa nas suas mazelas, mas as ama como cada um é por inteiro, quando se renúncia a si mesmo para dar-se, quando a sua vida tem importância no sorriso de quem se ama, quando na doença não se foge e nos problemas não se afastam e quando a vida nem sempre sorri do jeito que cada um precisa, você sabe, existe um sorriso que pode ser lançado pelo fato de existir. No amor impera a igualdade, a verdade, a beleza.

O amor é o avesso da preguiça, do egocentrismo e das tantas causas de uma solidão quase constante. O amor vem como cura, como luz, como estrela, como doce preferido, como felicidade, porque se existe, ele mora em cada coração.

tumblr_ln77cxcx351qi4iobo1_500_large.jpg

E no fim, aqueles que nunca se deixaram amar ou aqueles que nunca amaram, deixem de ser a si mesmos e se deixam levar por ele, porque assim a vida consegue ter um sentido mais amplo, que vai além das caixas individuais e dos espelhos, que de tanto se auto preservar com o tempo perdem a luz e a lucidez de uma alma que vive a liberdade de amar.


Maria Eneida

Arquiteta e Urbanista, mas que busca nas artes e nas reflexões da vida os conceitos para ser cada dia melhor, produzindo uma melhor arquitetura, com enfoque no viver, avistando a beleza, a bondade e a verdade .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Maria Eneida