arquitetura é vida

A vida é arquitetura e a arquitetura é vida

Maria Eneida

Arquiteta e Urbanista, mas que busca nas artes e nas reflexões da vida os conceitos para ser cada dia melhor, produzindo uma melhor arquitetura, com enfoque no viver, avistando a beleza, a bondade e a verdade

O patrimônio guardado

Cada ponto que somos partiu de algo que foi construído por nós, isso não é diferente na humanidade e a preservação das construções são indícios de uma evolução adequada.


Muitas pessoas são adeptas de uma nova imagem da cidade, de sua reconstrução e de emancipação quanto as contrariedades do passado, infelizmente deixando de se amparar nas raízes necessárias de uma evolução que não se norteia apenas nas condicionantes de uma única vida.

Para se entender uma alma humana muitas vezes se faz necessário relacionar sua vida desde a infância, que traz muitos questionamentos de quem ela é de suas nuances perfeitas de um ser único que a abriga hoje.

Não existe diferença com a história da humanidade, pois somos o que somos hoje devido ao fato de estarmos entrelaçados em fundações que foram mantidas para um bom desempenho de uma sociedade, e de práticas que tornaram o mundo mais relevante perante as situações inovadoras, porém com uma onda de praticidade pairando no ar, onde o novo tende a ser mais belo do que aquilo que já foi documento de uma vida social, e que muitas vezes é destruído e perdido.

780-media.jpg

Muitas nações são relativamente novas perante a outras e temos muito o que aprender com aquelas que apreciam o valor histórico das coisas e as preservam como lembretes de humanidade que muitas vezes se faz esquecida de suas maiores conquistas e que somente busca as novidades.

Acreditando que a vida se torna possível através da experiência e das tecnologias já possuídas de um possível progresso, é possível atribuir novos valores ao antigo que se mostra parte de um todo, construtor da história e do enriquecimento mais acertado de uma vida em civilização.

Assim, o estudo patrimônio como escola de pensamento e ações entra como uma perspectiva de reprodução necessária e de armazenamento da humanidade, com uma escolha possível de valorização do que já foi, mas que ainda é, pois somos parte do que éramos.

Cultivar o desejo de preservar edificações antigas deve ser premissa de uma sociedade que interioriza os valores de uma vida que a entende e a busca como história única de pequenas porções de vidas, alegrias, tristezas e assim acertando a verdadeira evolução, mantendo suas raízes.


Maria Eneida

Arquiteta e Urbanista, mas que busca nas artes e nas reflexões da vida os conceitos para ser cada dia melhor, produzindo uma melhor arquitetura, com enfoque no viver, avistando a beleza, a bondade e a verdade .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/arquitetura// @obvious //Maria Eneida