asas de cetim

Mais do que palavras.

Paula Sousa

Mineira de 23 anos que de tão indecisa não conseguiu escolher entre português e matemática, por isso se especializou em exatas, mas se manteve sempre de mãos dadas com as palavras.

"Escrever é uma maneira de falar sem ser interrompido." - Jules Renard

Ser imperfeito

O que é o amor senão o perigo? O que é o amor senão a vontade de se moldar para se encaixar a outro alguém?


tumblr_m9q71bhbaN1rebv9bo1_500.jpg

Eu sempre quis um amor completo, daquele que só existe em filme e raramente se torna real. Pensei sempre que encontraria alguém que me amaria por inteiro - e em inteiro são incluídos todos os defeitos, as neuras, os medos, os problemas. Me diziam que a pessoa certa vinha com o tempo, como se o tempo fosse um grande trem que traz e leva um amontoado de bagagens (Coitado!). Mas aí veio você com um grande balde de água fria nas mãos, inteiro pra mim - apenas o balde, pois você era mais incompleto que eu.

Hoje não acredito mais em amor como antes, pois eu conhecia apenas a superfície. As pessoas, quando mergulham vários metros nesse tal sentimento, vão entendendo do que se trata. Cada vez mergulham mais fundo e no fim das contas perdem o oxigênio. Por isso agora me mantenho na superfície, sempre com a água na linha da boca. Ainda assim, ás vezes, perco um detalhe ou outro e preciso sempre tomar cuidado, pois essa água é traiçoeira. Ela te engana com sua calmaria, mas tem seus momentos surpresas de fúria e agitação. Sempre se esquecem de colocar placas de “perigo!” à sua volta.

Mas o que é o amor senão o perigo? O viver intensamente sem saber de fato o que acontece a seguir? O que é o amor senão a aventura de observar o desconhecido com brilho nos olhos? O risco de confiar seus momentos a outra pessoa que antes não significava nada?! O que é o amor senão o medo de perder, de não cuidar tão bem? O que é o amor senão a vontade de se moldar para se encaixar a outro alguém?

Pensando bem, que bom que não colocam as tais placas de “perigo!”. Pensando bem: todo o amor que vivi fizeram de mim quem sou, assim, cheia de imperfeições. (Eu amo essas imperfeições).


Paula Sousa

Mineira de 23 anos que de tão indecisa não conseguiu escolher entre português e matemática, por isso se especializou em exatas, mas se manteve sempre de mãos dadas com as palavras. "Escrever é uma maneira de falar sem ser interrompido." - Jules Renard.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Paula Sousa