bodega bay

Amenidades & Surrealidades… ah, e pássaros.

Anna Claudia Fernandes

Anna Claudia gosta de poesia, filmes iranianos e o bom e velho Rock N'Roll. Tem o GPS quebrado e o pensamento abstrato. Ainda assim, uma boa pessoa.

  • 1200x630_316086_juventude-de-paolo-sorrentino-chega-a.jpg
    A Juventude

    A vida não é nenhum filme de Paolo Sorrentino mas bem que poderia. Não que ela fosse economizar nas frustrações, nas trapalhadas, nas rasteiras, nas lágrimas, nas loucuras, nas atribulações. Nada disso. Ela traria no entanto, um cadinho mais de beleza, de boa música, de graça, de euforia. Ela traria leveza aos nossos dias e com isso nos sentiríamos sempre jovens. Poeticamente.

  • Samba-6-540x360.jpg
    Samba

    Tenho para mim que contar sobre um filme ou livro é como dar um presente já revelando o que tem dentro do embrulho, ou seja, acabar com o prazer que é a surpresa. Por conta disto minhas descrições cinematográficas são breves. Prefiro demorar-me nos olhares, nos sorrisos, nas entrelinhas. Meu desejo (e também presente) à todos leitores de meus bestiários é que assistam, ou caso já o tenham feito, que vejam uma vez mais esta dádiva francesa. Para entendermos que todos os cidadãos do mundo possuem uma história e uma identidade. Que todos possuem medos, desejos, esperanças. Que todos merecem uma chance. Samba, é que desejo a todos.

  • que-mal-fiz-eu-a-deus.jpg
    E nós, que mal fizemos a Deus?

    Em uma exposição de pré conceitos, o longa francês "Qu'est-ce qu'on a fait au Bon Dieu?" aborda de uma forma leve e bem humorada o tema da imigração e xenofobia subsequente. Do preconceito sagrado a qual todos compartilham, sejam oprimidos ou opressores.

  • vidas secas.jpg
    Refugiados em nós

    Existem dois sentimentos que colocam em pé de igualdade todos os seres independente de suas raças, cores, opções, condições ou religiões. O primeiro é a capacidade de sonhar. Todos sonham. Com a felicidade, com o saber, com tangerinas recém colhidas. O segundo é o medo. E o maior de todos, sem sombra de dúvida, é o medo de acordar.

  • 10568914_1237453642951325_8528544253951999403_n.jpg
    Nós, nós mesmos e Johnny Cash

    Sigamos os passos do bom e velho Cash...
    ...e também não percamos nós, nossa identidade.

    Ainda que o mundo, este homem de preto cruel e inexorável, nos empurre à prostituição diária, e a mediocridade pareça nos engolir com seus dentes afiados, ainda assim, não a perca. Não nos percamos.

  • 1280x720-ZRz.jpg
    Os amores secretos do poeta Schiller

    “Duas irmãs, uma paixão” do diretor alemão Dominik Graf, estreou no Brasil este ano e foi apresentado como concorrente a melhor filme estrangeiro para o Oscar 2015. A suposta história do triângulo amoroso entre um dos mais importantes nomes do romantismo alemão, o escritor Friedrich Schiller e as irmãs Charlotte e Caroline. Elegância e requinte recheiam esta obra poética. Uma daquelas produções feita para muitos, porém para poucos, se me compreendem.