borboletras

Música, arte, literatura, caos e coração

Vanessa Trincheira

Os ideais surgem das ideias!
Vanessa Trindade Teixeira - assistente social e escritora iniciante

  • RAUL.jpg
    O AMOR NÃO É UMA PESSOA: CONSIDERAÇÕES SOBRE AMOR E LIBERDADE EM DUAS CANÇÕES DE RAUL SEIXAS

    Esse texto pretende provocar reflexões no sentido do conceito de amor, que apesar de todo esforço revolucionário das ideias de Raul Seixas, sobretudo em duas de suas letras, pouco tem progredido no sentido libertário.

  • AMY.jpg
    AMY WINEHOUSE: ATÉ QUE PONTO PODEMOS DAR VOZ À NOSSA LOUCURA?

    Amy foi um fenômeno não só para o Jazz e Soul. Ela nos ensinou que é mais fácil ter reconhecimento do nosso talento sendo autêntica, mesmo quando excêntrica. Apesar de ser acometida por brandos problemas psicológicos, o rumo que tomou na vida fazia ela acreditar que ao mesmo tempo que estava sendo constantemente pressionada, era feliz, realizada e afortunada, e ela realmente expressava essa emoção na sua voz e em cada composição que criou com muito empenho e dedicação. Então esse texto busca um esforço de compreender a Amy para além de sua loucura e amargura, buscando analisar muitas possibilidades de existência e exuberância dessa artista de verdade.

  • renato.jpg
    Desejos e decepções de Renato Russo

    Renato Russo, fundador da banda brasileira de rock dos anos 80 "Legião Urbana", eternizou alguns pensamentos até hoje interpretados por inúmeros famosos, e que fazem parte do repertorio de milhares de bares e luais, junto a clássicos memoráveis da MPB e da Bossa Nova. O objetivo desse artigo é avaliar alguns trechos de suas obras, identificando o que possuem em comum e subsidiando os leitores para análise do artista.

  • bob-marley A LUZ.jpg
    À LUZ DE BOB MARLEY

    A história do Rei do Reggae é marcada por muita resiliência, resistência, amor e persistência. Os ideais defendidos pelo cantor, guitarrista e compositor jamaicano são vivenciados por ele em sua trajetória, e mesmo uma exaustiva pesquisa sobre sua vida não contempla todas as suas nuances. Esse artigo busca uma breve contribuição no sentido do reconhecimento e valorização de Bob Marley para que a luz multicolorida desse artista nunca deixe de brilhar na mente e no coração da humanidade para preservação da natureza e superação da pobreza, da exclusão, e de todas as formas de opressão, com senso de justiça, bondade e igualdade.

  • trabalho1.jpg
    Até quando você vai levando?

    Se o título desse artigo te fez recordar de uma poética música de “Gabriel, o pensador” é porque já atingi grande parte do meu objetivo. Uma das reflexões que aqui sugiro vem da proposta do rapper sobre o não conformismo diante dos fatos e a esperança na “mudança de atitude”. Algumas letras de Gabriel revelam grande insatisfação com a pobreza, injustiça, violência, corrupção, e outras apelam à motivação da esperança na transformação social do povo brasileiro. Vale a pena conferir neste artigo as principais canções de Gabriel, que devem ser lembradas, mas em comum a todas elas existe o valor inestimável do tempo, que não volta para nos refazermos, então “Até quando você vai levando?”. Pare de adiar!

  • Lulu-Santos.jpg
    Sete ensinamentos de Lulu Santos

    Descobridor dos sete mares, Lulu Santos navega por campos das ciências humanas bem pouco explorados, e embarca nas aguas das lagrimas de dores e de sofrimento psíquico com uma sensibilidade admirável, percorrendo com maestria diversas reflexões sobre a frieza do conturbado comportamento humano, a inquietude do amor e das paixões, e até algumas vezes contornando verdadeiros icebergs congelantes de conformismo e estabilidade, provocando fluidez e transformações.

  • download.jpg
    "Por que que a gente é assim?"

    Barão vermelho de Cazuza e Frejat nos deixa dúvidas e lições que até hoje não completamente equacionadas, e que na tentativa de compreensão podemos refletir diversos aspectos relacionados ao uso e abuso de álcool e outras drogas, a imersão em situações conturbadas e a aposta em relacionamentos confusos, porém profundos e duradouros para a completude de um ser.

  • botinas.jpg
    INDEPENDÊNCIA OU CARÊNCIA – UMA LIÇÃO ESPECIAL NO SEGUNDO ÁLBUM DA BANDA CAPITAL INICIAL

    Até que ponto uma intensa proximidade contribui para a saúde de uma relação? A partir de questões como essa que Capital Inicial, banda de rock brasileira da década de 80, produziu uma música que visa analisar como podemos fortalecer nossa identidade, autonomia e até autoconfiança através da “Independência” e da confiança na “distância entre nós”.

Site Meter