borboletras

Música, arte, literatura, caos e coração

Vanessa Trincheira

Os ideais surgem das ideias!
Vanessa Trindade Teixeira - assistente social e escritora iniciante

Sobre Os Beatles e a famosa música "Yesterday": Será que vale a pena quebrar os ovos de ontem e se sentir um omelete hoje?

Os Beatles, banda ativa por uma década e até hoje aclamada por toda sua competência, não teria contemplada toda contribuição em apenas um artigo, mas a análise de uma das músicas nos mostra como a vida oscila entre paz e inquietude, e como o passado vive nos afetando e ressignificando nossas escolhas e perspectivas na arte dessa nossa constante busca por amar e ser feliz: Yesterday (ontem).


beatles.jpg https://br.pinterest.com/pin/207587864055010807/

Na decada de 60 em Liverpool, Inglaterra, Os Beatles iniciam sua carreira. Em poucos anos tornam-se excepcionais, e integram-se num omelete de muitos talentos. Uma de suas canções tem mais de meio século, criada pelo renomado cantor e compositor Paul McCartney e que consta no álbum “Help!” de 1965. Paul contou que ouviu misteriosamente toda a melodia num sonho, relembrando a ex que o considerou insensível, após uma briga em função de seu cão (que ele nao apreciava). A princípio a música se denominaria "Scrambled Eggs" (ovos mexidos), que era o prato preferido de Paul, posteriormente se tornou "yesterday" (ontem) inspirado numa carta e o Guinness Book, o livro dos recordes revela que seja campeã do mundo em número de versões, como de Frank Sinatra e Elvis Presley. Por duas semanas Paul ouviu diversas vezes e se certificou com muitas pessoas que aquela melodia ainda não existia, contudo levando muitos meses para escrever a letra junto a piano e cordas. Segue abaixo a tradução da letra:

Ontem, Todos os meus problemas pareciam tão distantes

Agora parece que eles vieram pra ficar

Ah, eu acredito no dia de ontem

Acreditar no dia de ontem pode ser uma metáfora de Paul pra dizer da esperança que tinha por dias melhores a partir da reconstrução ou reconsideracao do passado. A sensibilidade do som e a melancolia e nostalgia que ele nos remete contribui para pensarmos que os problemas de ontem ja não são tão grandes assim no presente.

De repente

Eu não sou metade do homem que costumava ser

Existe uma sombra pairando sobre mim

Oh, o ontem veio de repente

Por que ela teve que ir eu não sei

Ela não disse

Eu disse algo de errado, agora sinto tanta falta

Do dia de ontem

Inesperadamente o eu-lírico se sente partido, com a falta dos bons momentos que lhe foram retirados, toda subtração aumenta o seu vazio, e o faz se sentir sendo menos no presente do que era com ela, e a sombra que o circunda são os fantasmas do passado que voltam a assombrar e assustar, mas ao mesmo tempo o acompanham em todos os seus passos, de uma forma rápida, repentina e arrebatadora. Ainda que nao entenda e esteja confuso e com duvidas ele se remete a procurar a calmaria na treva de sombrios dias.

Ontem,

O amor era um jogo tão fácil de se jogar

Agora preciso de um lugar para me esconder

Ah, eu acredito no dia de ontem

Nesse trecho o compositor retrata ter perdido a habilidade de lidar com o amor e a necessidade de um comportamento fugaz. Ele quebra os ovos na busca de um sólido omelete: uma fritada de desafios que necessita superar do ontem para ser capaz de transformar o presente, e consequentemente o futuro. Por fim, essa música é expressao de persistência, ja que por muito tempo não agradou aos outros integrantes da banda e ainda assim se incluiu até mesmo no repertório da carreira solo de Paul McCartney.


Vanessa Trincheira

Os ideais surgem das ideias! Vanessa Trindade Teixeira - assistente social e escritora iniciante.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/musica// //Vanessa Trincheira