brincando com letras

Sobre ver o mundo com um pouco mais de poesia

Ellen Pederçane

Fotógrafa que largou o escritório(e a Arquivologia) para se encontrar. Amo o amor e tudo que ele me traz. Tenho um coração meio nômade, com espaço pro mundo inteiro. Sonho despretensiosamente que minha brincadeira com as letras alcance corações por aí. Respiro para não pirar, medito para melhor sorrir.

  • DSC_1532.jpg
    Ode ao amor

    pra poder viver o amor
    tem primeiro que se amar
    se for de verdade há de prosperar

    (Ventos de Netuno - 5 a seco)

  • DSC_9755.jpg
    Desnudando a alma

    As roupas já não escondem mais apenas nosso corpo. Andamos colocando barreiras que ocultam e "protegem" nossa alma. E vivemos em uma falsa segurança ao invés de despir a alma e vestir a liberdade de ser quem é. Cobramos do corpo e da alma perfeições que nãos nos cabem. Por que não despir-se por completo?

  • 02.jpg
    (Auto) Sabotagem

    Sabotar-se é um caminho perigoso. E infelizmente o que ele tem de arriscado, ele tem de comum. Muitos de nós entra num ciclo sem fim de autossabotagem. Viramos reféns do pior inimigo que criamos: nós mesmos.

  • Thumbnail image for DSC_1674PB.jpg
    Quando a rua fala

    As cidades são entidades orgânicas que inspiram diversos artistas. A fotografia de rua tem como objetivo retratar essa dinâmica tão única de cada lugar. Cada retrato contém em si um momento passado que configura a vida daquele local. E é isso que vem fazendo com que tantas pessoas cada vez mais se encantem pelo gênero.

  • 20170124_115027.jpg
    Tempo de mudanças

    As mudanças são passos naturais da estrada. Porém boa parte de nós passa mais tempo lutando contra nossa natureza inconstante do que se deleitando no que há de novo. E acabamos transformando tantos momentos importantes em pesadelos descabidos.Tudo muda. Por que lutamos contra o inevitável?

  • Thumbnail image for DSC_0297_.jpg
    Entre partidas, inícios e fins

    Vivemos em ciclos. Todo dia é um início, um fim, um recomeço, talvez. Mas mudanças não são fáceis e nossa forma de ver o novo é por vezes ingrata. Não respeitamos que a vida tem suas diversas estações e queremos só os dias floridos. Não seria melhor viver um dia de cada vez, com suas devidas alegrias e tristezas?

  • DSC_6084.jpg
    Além das (im)perfeições

    Vivemos conectados a todo tempo. Consumimos informação que não conseguimos filtrar. Entramos na pilha de ser o que querem que sejamos.Temos uma vida online demais. Até que ponto vale ir para ter uma vida perfeita em mídias sociais?

  • DSC_0018pb.jpg
    Notas de uma saudade

    Algumas saudades são sem tamanho. Essas são aquelas que vivem fervorosamente dentro de nós. Essa é uma carta contando uma vida que acontece enquanto essa saudade pulsa. Um pai que se foi e é presente por ser amor. E notícias daqui damos para esse mundo de lá.

  • Thumbnail image for DSC_8722PB.jpg
    Saudade da estrada

    Viagens dão aqueles pequenos milagres que nos trazem pra momento presente. Carpe diem, aproveitar é a palavra de ordem! E quanto mais se voa, mais longe se tem vontade de ir, mais mundo queremos conhecer pra chamar de nosso! Viajar é daqueles vícios bons, daqueles direitos que todo ser merece usufruir.

  • 06.jpg
    Estranha humanidade

    Um poeta, uma máquina de escrever, mídias sociais, humanidade transbordando e um livro para reunir toda essa estranheza cheia de alma, cheia de coração pulsante. Isso é ler Zack Magiezi. É um poeta que nos traduz.

  • DSC_8774.jpg
    Ode ao diálogo

    Um bom papo é imprescindível. Um bom papo é prazeroso. Um bom papo é uma das formas mais gostosas de compartilhar a vida com outrem. E o que aconteceu para que os diálogos tenham se tornado tão vazios e superficiais? Será que ainda é possível se aprofundar em tempos de relacionamentos rasos?

  • DSC_5944_2.JPG
    Das melhores escolhas: amigos

    Amigo é coisa para se guardar
    No lado esquerdo do peito,
    mesmo que o tempo e a distância, digam não,
    mesmo esquecendo a canção.
    O que importa é ouvir a voz que vem do coração.

    Canção da América - Milton Nascimento

  • Thumbnail image for DSC_8094_.JPG
    Tempo de passagem

    Dezembro é o mês da reflexão, mês do desejo de mudar, desejo ansioso pelo ano que está por vir! É tempo de promessa, de renovação, de esperar do ano que se aproxima que ele será melhor do que aquele que está no fim. Será que nós estamos melhores para ano que vai chegar?

  • DSC_5444P&B_corte.jpg
    Amores Incertos

    O amor é uma dança onde nunca sabemos quando vamos começar a dançar. Os pés também não sabem até quando vão rodar no baile da vida. Uns são certos, outros incertos...mas o que vale é vivê-los em plenitude. E a dança segue sempre, pois amantes jamais deixam de amar.

  • DSC_6506.JPG
    Devaneio sobre o que não foi

    Não foi uma história triste
    Nem foi tão feliz assim
    Não foi sequer história
    Se acabou sem ter um fim
    Não foi um arder louco de paixão
    Nem foi aquele amor que faz mal ao coração

    (O que tinha de ser - Tó Brandileone)

Site Meter