Elsa Afonso

Formada em Jornalismo. Entusiasta das palavras, das ideias e das escolhas. Consegue ver em tudo uma pontinha de comédia, e gosta de (escrever) coisas descabidas.

Querida Frances

Uma carta à protagonista do filme de culto indie “Frances Ha”.


o-frances-ha-review-facebook.jpg

Querida Frances,

Espero que esta carta te encontre. Enderecei com o nome de “Frances Ha”, pois é esse o nome que tens na caixa do correio. Mais uma daqueles pormenores que mostram a tua falta de preocupação com trivialidades. Agora que estás mais velha, pergunto-me se já começaste a dar importância às normas e responsabilidades da chamada vida adulta. Se já sabes quando falar ou quando estar calada. Se estás a esta hora a ter uma conversa intelectual num jantar de elite em Manhattan ou se estás a dançar batendo em todas as mobílias da tua minúscula sala de estar do teu humilde apartamento em Brooklyn.

francesha4.jpg

Tens visto a Sophie? Ela é a tua melhor amiga, por isso deduzo que continues a falar muito com ela. Ela continua a ser a “tua” pessoa? Aquela com quem trocas um olhar de reconhecimento e amor numa sala cheia de gente? Sei que sempre procuraste esse momento. Era a tua fantasia romântica. E afinal essa pessoa sempre esteve ali do teu lado, a tua melhor amiga. A “tua” pessoa. Pouco importa o resto, e vocês provavelmente ainda passam horas juntas a falar sobre tudo e sobre nada, partilhando o cigarro, viajando pelo mundo sem sair do mesmo sítio, sendo felizes só por estarem uma com a outra.

Tenho uma certa curiosidade em saber se ainda és amiga do Benji? Se ele foi inteligente o suficiente para ficar na tua vida ou se só se encontram uma ou outra vez por acaso. Sabes que eu acho que ele sempre teve um fraquinho por ti. E por isso mesmo ele sempre te chamava de undateable (inamorável), porque queria que lhe provasses o contrário.

Mickey-Sumner-and-Greta-G-001.jpg

benji.jpg

Continuas a fazer coisas como viajar até Paris por instinto? A correr meia cidade para levantar dinheiro e pagar o jantar aos amigos? A ser a pessoa mais desarrumada (ou ocupada nas tuas palavras) do mundo? Eu espero que sim. Todas estas coisas fazem tanto parte de ti, como a tua maior paixão. Estarás provavelmente envolvida num novo projecto de dança. Quem sabe ainda a ensinar os mais novos a amar da mesma forma esta arte que tu nunca conseguiste amestrar. Sempre foste mais artística do que artista. Frances, o que mais importa nesta vida é ter paixão pelo que se faz. Mais do que o talento. E tu sempre tiveste e sempre viveste com paixão. Por isso mesmo, conseguiste superar dificuldades como se nada fosse. A tua energia move-te pelo cenário nova-iorquino, sempre com o olhar no amanhã, mesmo não sabendo onde vais passar a próxima noite. És dessas pessoas que tem o dom de colorir um mundo a preto e branco.

Tinha que te escrever isto porque te ouvi dizer que não te consideravas uma “pessoa a sério”. Ora essa, Frances.

56-powerdvd9-2014-01-08-02-33-35-41.jpg

Nota: “Frances Ha” é um filme de 2012, do realizador Noah Baumbach , que conta a história de uma jovem nova-iorquina sem casa, e à procura de vingar no mundo da dança, apesar de não ser dançarina.


Elsa Afonso

Formada em Jornalismo. Entusiasta das palavras, das ideias e das escolhas. Consegue ver em tudo uma pontinha de comédia, e gosta de (escrever) coisas descabidas..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Elsa Afonso