café em prosa

Para dias de caneca, sofá, livro, artes e muita prosa.

Malu De Falco

Sou de amor por livros, café de museu, poltrona do Tate Modern, passagens aéreas, chocolate quente, cheiro de chuva, reler velhas cartas e vinho. Sou de vida e de oxímoros, extremamente a favor do bom humor

Aos desavisados, com amor

Quem não está pronto não é uma pessoa ruim ou que quer o seu mal. Se você está nessa de fugir ou se afastar de alguém legal simplesmente porque sente que essa pessoa gosta de você, eu te digo, vem cá amigo, senta aqui, vamos conversar. Vai tomar um vinho, pensar no auto-conhecimento, jogar conversa fora, assar um bife, praticar ioga. Mas do fundo do coração, meu amor, entenda: você não está pronto. Então, não cause um tsunami na vida de outra pessoa.


borboleta.jpeg

Abri a janela. Era uma dessas sexta-feiras que se joga conversa à toa, um grande amigo meu estava no sofá. Sentei ao lado dele, ou quase. Pernas para cima, cabeça para baixo, às vezes gosto de ver o mundo de outro ângulo. Então ouvi dele uma profunda respirada e, em seguida, a fatídica frase. "Não gosto de ninguém. Não consigo gostar de quem gosta de mim, acho que meu ego está inflado". Reticências. Fechei os olhos ao tentar achar uma resposta que explicasse a ele que era exatamente o contrário. Não, meu querido, você não está preparado.

Vivemos uma epidemia de "só gosto de quem não gosta de mim, de quem é difícil". Todos nós já nos envolvemos com alguém que não está preparado. Eu não sou uma dessas pessoas que vai te dizer que se apaixonar é fácil, e que tem que ser fácil. Não é. Em dado ponto, precisamos abdicar de alguma coisa, sempre, e isso nunca é fácil. É difícil conviver, aceitar, perdoar e tudo que está em jogo quando se trata de se relacionar com as pessoas. É difícil se comunicar, se fazer ouvido e ouvir. Mas é preciso diferenciar e entender quando é hora de parar de tentar.

Eu acredito que pela sanidade da geração, dentro da luta de quem se importa menos, deveriam existir placas de aviso por aí: "ei, você, que tem a auto-estima baixa e que acredita que quem te ama não é digno por gostar de alguém tão ruim, não se apaixone". Mas isso seria rude, não é mesmo? Então, vamos aos fatos: algumas pessoas simplesmente não estão preparadas para receber qualquer tipo de amor, e, portanto, não estão prontas para se apaixonar. Elas não desenvolveram suficientemente sua segurança e auto estima, não se julgam dignas de receber amor, e vão se frustrar ao tentar retribuir. Muitas vezes vão ser egoístas suficientes para afirmar sua auto estima através do outro, ou pior, pisando no outro. Primeira lição: se apaixonar não é uma competição, pare de medir forças.

Quem não está pronto não é uma pessoa ruim ou que quer conscientemente o seu mal. É alguém que simplesmente não está bem, ninguém avisou para ele, e acredite, todos nós já estivemos algum dia nesse ponto. Mas como diria uma sábia amiga, se for para ficar mal, melhor abrir a sua conta bancária. Não é para ser assim. Se você está nessa de fugir e afastar alguém legal simplesmente porque sente que essa pessoa gosta de você, eu te digo, vem cá amigo, senta aqui, vamos conversar. Vai tomar um vinho, pensar no auto-conhecimento, jogar conversa fora, assar um bife, praticar ioga. Mas, meu amor, do fundo do coração, entenda: você não está pronto. Então, não cause um tsunami na vida de outra pessoa.

No fim, as coisas são bem simples: a ficha caí, ou não caí. Ou se está pronto, ou não está. Não existe vergonha em nenhuma das partes. Se você está pronto e neste momento já está chorando no sofá, entenda: não existem culpados. Saí dessa. Amar não é para ser fácil, at all. Mas viver com alguém não é para ser tão difícil, implorado, mendigado. As pessoas certas não fazem você se sentir minimamente diferente do que você é e gosta de ser. Não é para enloquecer, mesmo. Então se fortaleça, aceite sua condição qualquer que seja. O que eu disse ao meu amigo, no fim das contas? Tudo isso. And let it go, baby.


Malu De Falco

Sou de amor por livros, café de museu, poltrona do Tate Modern, passagens aéreas, chocolate quente, cheiro de chuva, reler velhas cartas e vinho. Sou de vida e de oxímoros, extremamente a favor do bom humor.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Malu De Falco