café pósmoderno

Literatura, sociedade, psicologia e política.

Marcio Sales Saraiva

Marcio Sales Saraiva é escrevinhador. Autor de “O pastor do diabo” (Metanoia, 2017) e organizador da antologia “16 contos insólitos” (Mundo Contemporâneo Edições, 2018), recentemente lançou seu “Engenho de Dentro e outros contos de aprendiz” (Mundo Contemporâneo Edições).

A poesia e o pensamento polaroid de Mell Renault

Mell Renault é escritora e dramaturga. Mineira de Belo Horizonte, ela manteve, dos 15 aos 25 anos, o blogue Pensamento Polaroid – que deixou de ser blogue para se tornar um fanzine de incentivo à leitura. Edita Plaquetes Literárias independentes com temas diversos, como a Série Diálogos, lançada em 2020, que dialoga com obras de autores consagrados da literatura nacional, projeto ainda em andamento. Publicou em diversas revistas literárias: Diversos Afins, Alagunas, Mallarmargens, Ruído Manifesto, Desvario, Caliban e Toró. É também colaboradora da revista literária InComunidade (Portugal). Lançou seu livro de poemas “Patuá” em 2019 e recentemente o livro “Flor de Sal” pela Editora Penalux.


mell 1.jpg

Nosso CAFÉ PÓS-MODERNO recebe Mell Renault que irá responder 13 perguntas e deixar um fragmento.

1- Quando você começou a escrever?

Comecei a escrever aos 11 anos de idade, depois de entrar em contato com a obra de João Cabral de Melo Neto. Venho de uma família de artistas e muito cedo entrei em contato com diversas modalidades artísticas. Mas a literatura foi o caminho que escolhi.

2- Escrever é um dom ou consequência de muita leitura e transpiração?

Muita leitura e muita transpiração. Eu enxergo a vida através da poesia. Através da palavra. Então, o meu processo criativo é a própria vida.

3- Quais os “clássicos” da literatura você mais admira? Quais autoras e autores influenciaram tua escrita?

Os que admiro mesclam-se com os que me influenciam:

  • João Cabral de Melo Neto;
  • Manoel de Barros
  • Hilda Hilst;
  • Orides Fontela;
  • Cora Coralina;
  • Guimarães Rosa;
  • James Joyce;
e tantos e tantos outros.

mell joao cabral.jpg

4- E na cena literária atual... Quem você já leu e gostou muito? Quem você indica, entre os contemporâneos, para as pessoas lerem?

Luiza Cantanhêde é e sempre será minha indicação. Uma das maiores poetas vivas brasileiras.

mell luiza.jpg

5- Neste momento, qual é o livro que você está lendo?

“Lua Vermelha” da Miranda Gray

mell lua vermelha.jpg

6- O que você já publicou até aqui?

Publico no meu site e nas redes sociais (Facebook e Instagram). Tmabém faço vídeo poemas no YouTube pelo canal da Cine Book Produtora. Tenho áudio livro em andamento pela Cine Book Editoral. Publico em diversas revistas literárias e colaboro na revista Incomunidade (Portugal). Tenho dois livros físicos de poemas publicados, escrevo o meu fanzine “Pensamento Polaroid”, faço edições limitadas de cadernos artesanais com poesia e plaquetes literárias.

mell Capa Patuá.jpg

7- Se alguém deseja conhecer sua produção literária, você recomenda começar por onde?

Pelos cadernos artesanais e meu fanzine Pensamento Polaroid porque eles carregam uma característica muito importante para mim, são feitos e escritos à mão. Escrevo todos os meus trabalhos à mão. E só depois são digitalizados pelo meu marido, o escritor e fotógrafo Carlos Figueiredo. Ele é o organizador da minha obra.

8- Prosa ou poesia? Conto, novela ou romance?

Leio muito mais poesia. Escrevo poesia.

9- Se ainda não dá para viver só de literatura, como você sobrevive?

Eu vivo de literatura. Não tenho outra fonte de renda. Sou formada em jornalismo, casada com Carlos Figueiredo e mãe de 4 filhos.

mell capa flor de sal.jpg

10- Algumas escritoras e escritores fazem depoimentos de cunho político outras defendem a “arte pela arte”, uma autonomia entre fazer literatura e o contexto sociopolítico. Em sua opinião, qual a relação entre arte (ou obra literária) e a política?

Arte é uma forma de expressão política, pois retrata um tempo, uma cultura, um pensamento, um comportamento etc.

11- Em que momento da vida você sentiu... “eu sou escritora”.

Não me senti escritora. Acredito que ser escritor é uma construção diária e constante.

12- Qual é a pergunta que você gostaria de responder e eu não fiz?

Nenhuma!

13- Qual é seu próximo projeto literário? Ainda este ano?

Meu próximo projeto literário é “Cortejo” que será lançado ainda este ano pela Editora Penalux.

Deixe uma poesia, frase ou fragmento de texto de sua autoria para quem leu esta entrevista:

Destroços

  • Meu coração
  • âncora ilhada
  • fixa
  • regressada
  • dentro de mim
  • de natureza falha
  • um amontoado
  • de
  • tempo espaço
  • aberto
  • em si mesmo
  • infinito.
  • Meu coração
  • âncora decomposta
  • líquida
  • extensa
  • em seu signo eterno
  • fortaleza
  • flácida
  • abraçada à concha
  • translúcida em segredos
  • – réstia de luz.
  • Meu coração
  • âncora falida
  • suspensa
  • sua essência amplia
  • a paisagem.

Mell Renault – Flor de Sal – 2020 – Editora Penalux.

mell final.jpg

Onde encontrar Mell Renault?

Facebook, entre aqui.

Instagram, entre aqui.

YouTube, entre aqui.

E-mail: [email protected]

Site: http://escritoramellrenault.com.br/

Compre o livro “Flor de Sal” aqui.

O livro “Patuá” e os trabalhos artesanais podem ser adquiridos através do site da escritora clicando aqui.


Marcio Sales Saraiva

Marcio Sales Saraiva é escrevinhador. Autor de “O pastor do diabo” (Metanoia, 2017) e organizador da antologia “16 contos insólitos” (Mundo Contemporâneo Edições, 2018), recentemente lançou seu “Engenho de Dentro e outros contos de aprendiz” (Mundo Contemporâneo Edições). .
Saiba como escrever na obvious.
version 25/s/literatura// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Marcio Sales Saraiva