café pósmoderno

Literatura, sociedade, psicologia e política.

Marcio Sales Saraiva

Marcio Sales Saraiva é escrevinhador. Lançou a novela “O pastor do diabo” (Metanoia, 2017), “16 contos insólitos” (Mundo Contemporâneo Edições, 2018), “Engenho de Dentro e outros contos de aprendiz” (Mundo Contemporâneo Edições) e, recentemente, saiu seu primeiro livro de poemas: "Santeria: jaculatórias poéticas para almas desassossegadas" (MCE, 2021).

“Ingênuos, Pueris e Tolinhos” de Luiz Otávio Oliani

Luiz Otávio Oliani é professor e escritor. Publicou 15 livros: 10 títulos de poemas, 3 peças de teatro e, em 2021, está lançando o segundo livro de contos, que é “Ingênuos, Pueris e Tolinhos”.


Oliani e seu novo livro.jpg

1- Quem é você?

Sou um estudioso das palavras, um amante das línguas e das literaturas. Um escritor que não para de ler, estudar e produzir.

2- De onde veio a ideia de fazer este livro?

“Ingênuos, Pueris e Tolinhos” é uma publicação da Editora Personal, 2021. A obra tem prefácio de Laura Esteves, posfácio de José Eduardo Degrazia e a capa foi elaborada por Vanessa Angelo. Surgiu da necessidade de escrever sobre um público para o qual nunca tinha feito nada.

3- Qual é o tema deste teu livro?

No posfácio, o poeta, contista, cronista, novelista, dramaturgo e tradutor José Eduardo Degrazia disse: ‘’Ingênuos, Pueris e Tolinhos” contém 50 textos ficcionais perfeitamente caracterizados como minicontos, e tendo como unidade personagens que são principalmente crianças e adolescentes. Isso permite ao autor usar uma das qualidades do gênero para evidenciar o espanto diante do mundo e da vida: a pretensa ingenuidade desses seres. Na verdade, os personagens estão sempre desnorteando os seus companheiros adultos, por serem inteligentes e criativos, mesmo quando erram na busca de algum conhecimento e interpretação da realidade. Já no primeiro miniconto, Olhar cruel, em que a criança diz para o tio que descobrira a semelhança entre o zoológico que visitara e a vida deles, chega à conclusão de que todos, homens e animais, vivem enjaulados, prisioneiros. Esse miniconto é um exercício de sociologia, falando, em breves palavras, sobre a violência a que somos todos submetidos.”

4- Você deseja que o leitor tenha entretenimento ou pensa em incomodá-lo? Explique isso.

No prefácio à obra, a poeta, contista e roteirista escreve: “No decorrer da leitura fui assaltada por diferentes sentimentos: alegria, tristeza, compaixão, espanto. É que Oliani sabe, e muito bem, retirar pepitas do seu cotidiano e transformá-las em arte, em escrita. Seus personagens surgem da observação do dia a dia: família, rua, escola, padaria, supermercado, etc. Ali, estão professores, alunos, pais, filhos, situações de bullying, de inversão de valores, crianças ansiosas...”

5- Você já ouviu comparações? “Você escreve como fulana ou beltrano, me faz lembrar ela ou ele...”. E isso te incomoda?

A receptividade da obra é algo que foge ao escritor. Cabe aos críticos de literatura e aos leitores que podem gostar do trabalho ou não. Por isso, comparações são naturais, mas não devem influir no processo de escrita.

6- Com tantos livros por aí, por que eu deveria ler este?

Você deveria ler ‘’Ingênuos, Pueris e Tolinhos”, porque a obra, embora trate de crianças e adolescentes, é voltada para todas as idades. Tem uma linguagem acessível e extremamente comunicativa.

7- Como posso adquiri-lo?

O livro pode ser adquirido comigo através do correio eletrônico [email protected], ou pelo meu facebook literário.

Onde encontrar Luiz Otávio Oliani?

  • Seu e-mail de contato: [email protected]
  • Seu facebook: luizotavio.oliani
  • Seu instagram: https://www.instagram.com/luizotaviooliani/

Marcio Sales Saraiva

Marcio Sales Saraiva é escrevinhador. Lançou a novela “O pastor do diabo” (Metanoia, 2017), “16 contos insólitos” (Mundo Contemporâneo Edições, 2018), “Engenho de Dentro e outros contos de aprendiz” (Mundo Contemporâneo Edições) e, recentemente, saiu seu primeiro livro de poemas: "Santeria: jaculatórias poéticas para almas desassossegadas" (MCE, 2021)..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Marcio Sales Saraiva