canhotanavida

Vivendo na contramão

Luiza Costa

Escrevo com a mão esquerda. Não faço nada direito. Vivo na contramão. Uma antípoda.

O Manifesto dos Caracóis

Liberdade para os caracóis de nossos cabelos!


A favor de mais histórias enroladas para contar, este manifesto vem exigir liberdade para os caracóis de nossos cabelos!

Prometemos convivência pacífica com os cabelos lisos, ondulados e indefinidos - originais ou não. Mas queremos, sobretudo, afirmar o orgulho por nossas ondas entre tantas cabeças iguais, sem graça e sem movimento.

Queremos exercer nossa liberdade de expressão e estamos dispostos à usar de todo e qualquer artifício para mostrar nosso black power!

Lançaremos mãos dos acessórios que deixam os caracóis ainda mais charmosos: lenços, tiaras, flores, presilhas e inclusive os garfos. Todos os companheiros acessórios são bem vindos para auxiliar os caracóis na missão de nos manter únicos, enrolados e volumosos. Volumosos sim, armados não.

Nós, os caracóis, só estamos armados contra aquele pré-conceito de que cacho não é bom, de que cabelo só é bonito se for lisinho. Estamos armados contra o preconceito que violenta meninas, fazendo com que neguem seus caracóis - e a si mesmas - levando a um recrutamento em massa pelos salões de beleza, onde caracóis são transformados em pobres lesmas sem vida. Nós queremos libertá-los de armas químicas, chapinhas e, principalmente, da ideia - sem pé nem cabeça - de que devemos ser esteticamente iguais!

Mais do que nos tornarmos visíveis, queremos tirar minhocas da cabeça daqueles que teimam em querer só um tipo de cabelo, desrespeitando diversidade tão fina de caracóis.

Vamos às ruas. Vocês nos verão. Nós vamos fazer suas cabeças!

Manuela Costa


Luiza Costa

Escrevo com a mão esquerda. Não faço nada direito. Vivo na contramão. Uma antípoda. .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/sociedade// @obvious //Luiza Costa