caramelizando a vida

Relatos contados, histórias vividas e o doce da vida. Psicologia, Coaching e a Vida.

Vanessa Caramelo Rosolino

Psicóloga, coach, viajante, escritora, apaixonada pela vida. Vivo em busca de mim,na harmonia e construção do que me pertence, a partir dos inúmeros encontros e desencontros que a própria vida me apresenta.

Você sabe medir seu nível de felicidade interna bruta? A população de Butão ensina!

O tema felicidade é um dos mais falado nos dias atuais e isso remete à uma busca que deve ser interna e não externa. Encontrar e criar a felicidade e a sensação de bem-estar depende da forma como você percebe a vida e os acontecimentos. Ter uma vida feliz é um direito e dever de todos nós e aprender como faz parte da jornada individual.


felicidade.jpg

A ciência da felicidade é uma da mais faladas atualmente, mas ao mesmo tempo, há muitas crenças e conceitos que deturpam esse estado de bem-estar que se tornou a maior busca do ser humano no tempo moderno.

A felicidade é determinada pelo seu estado mental, ou seja, pela forma como você percebe as situações, e não por acontecimentos externos. Todos nós temos a possibilidade de ter tudo o que queremos e desejamos, buscamos a superação e desafios o tempo todo, mas acabamos nos esquecendo de viver essa felicidade através da paz de espírito.

Essa cultura de produtividade, consumo e resultado pode ter nos aproximado de riquezas, mas nos distanciou do estado de bem-estar e equilíbrio. O PIB (Produto Interno Bruto) foi, durante muito tempo, a única métrica para avaliar se um país é rico ou não, porém, não está relacionado com a felicidade e bem-estar de sua população.

Quando um país vende seus recursos naturais, por exemplo, o resultado final é o crescimento econômico, mas os danos ambientais e sociais podem ser irreversíveis. O PIB não avalia estes danos.

Um grande exemplo é o PIB dos Estados Unidos, que triplicou desde 1950, mas também trouxe uma grande perda no sentido de comunidade. Os índices de tristeza e depressão aumentaram significativamente, assim como o número de divórcios, crimes violentos e a população carcerária, que está cinco vezes maior.

Segundo um estudo divulgado pela CNN, realizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 18 países nos cinco continentes, totalizando 90 mil pessoas, países mais ricos tendem a ter maior taxa de depressão em comparação com os países com baixa renda.

Fica claro, com esta e tantas outras pesquisas, que riqueza e felicidade são conceitos relativos e distintos.

butão.jpg

Na Ásia, existe um país isolado entre a Índia e o Tibete, chamado de Butão. Alguns chamam esse território, com 38.394 km², de “o lugar mais feliz na terra”. O verdadeiro Shangri-La viveu isolado durante séculos, o que preservou suas tradições budistas até o dia de hoje. Sua população é simples, a maioria das pessoas vive no campo e trabalha na terra.

Na década de 1970, o rei butanês Jigme Singye Wangchuck, de apenas 17 anos, criou uma visão alternativa para medir a riqueza do país, que não era possível com o PIB. Ao invés de medir apenas as riquezas materiais, passaram a medir também a felicidade, o bem-estar e o desenvolvimento sustentável. A maior riqueza de Butão, localizado no topo do Himalaia, é o Índice de Felicidade Interna Buta (FIB).

A filosofia do FIB é alertar que o objetivo da vida não deve se limitar à busca por recursos materiais, produção e consumo, pois as necessidades humanas vão além das materiais. É baseado da premissa de que o objetivo principal da sociedade deve ser a integração entre o desenvolvimento material, psicológico, cultural e espiritual em harmonia com a natureza, e não somente o crescimento econômico.

O conceito do FIB prega quatro diretrizes – Desenvolvimento Econômico Sustentável; Preservação da Cultura; Conservação do Meio Ambiente e Boa Governança – que são divididas em noves premissas:

1. Bem-Estar Psicológico – simboliza o grau de satisfação de cada indivíduo em relação à sua própria vida. As emoções, autoestima, conhecimento de suas potencialidades e desejos compõem este índice.

Procure ter pensamentos positivos em relação ao passado e terá então força para viver positivamente seu presente e construir um futuro cheio de sentido e significado. Quais são os sentimentos quando pensa em você mesmo e na construção de sua vida até o dia de hoje?

2. Saúde – não é segredo a relação entre saúde e felicidade, principalmente no que diz respeito à disposição, longevidade e qualidade de vida. As políticas de saúde são avaliadas constantemente para medir sua eficácia.

Como anda a sua saúde e disposição em relação à vida?

3 – Padrão de Vida – mede o bem-estar social dos moradores de Butão, de acordo com a renda individual e familiar.

Qual é sua meta financeira para os próximos 2 anos? Como esta poderá te ajudar a construir sua felicidade?

4 – Vitalidade Comunitária – é impossível ser feliz sozinho e é exatamente isso o que este índice contempla. O foco nos relacionamentos e interações leva em consideração a confiança, sensação de pertencimento, segurança, vitalidade nos relacionamentos afetivos e prática de doação e voluntariado.

Como são suas relações? Qual foi a última vez que você ouviu ou foi ouvido, acolheu ou foi acolhido, doou ou recebeu? Participe efetivamente de sua comunidade, através das relações e círculos sociais que construiu.

5 – Vitalidade e Diversidade Cultural – é a valorização das tradições locais e eventos culturais que garantem o desenvolvimento de capacidades artísticas. É através deste índice que há a percepção se o habitante se identifica com seu país.

Nossa cultura é rica em todos os aspectos. O que você faz para conhecer e valorizar a sua?

6 - Vitalidade e Diversidade do Ecossistema – uma das maiores riquezas de Butão é o seu ecossistema, rico em áreas verdes e recursos naturais. Este índice garante qualidade quanto a água, ar, solo e biodiversidade.

A sustentabilidade ecológica passou a ser uma necessidade humana. Como você contribui para a continuidade e preservação do planeta em que vive? Lembre-se das pequenas e importantes atitudes.

7 – Educação – 50% dos adultos em Butão são analfabetos e este índice surgiu como uma aceleração no desenvolvimento da educação pública, a fim de reduzir as diferenças culturais e isolamento do país. Após a implantação deste índice, houve um crescimento significativo na taxa de alfabetização, já que o governo fez com que as escolas primárias chegassem a 70% das crianças e em 2003 surgiu a primeira Universidade do país, com cerca de 3 mil alunos.

O quer você pode fazer para aumentar seu nível de desenvolvimento intelectual?

8 – Uso e Equilíbrio do Tempo – este é um dos mais significativos fatores que influenciam na qualidade de vida e bem-estar. A gestão equilibrada do tempo está relacionada à possibilidade que cada habitante tem de usar seu tempo da melhor forma, levando em consideração a vida pessoal, profissional, qualidade de vida e relacionamentos.

Manter esse equilíbrio é um grande desafio, que requer mudanças. Quais são então as mudanças necessárias para viver todos os seus papéis, relações e interesses da melhor forma possível?

9 – Governança – em Butão, a opinião da população referente ao governo é muito importante. Apesar de ser uma monarquia, o rei Jigme Singye, educado na Inglaterra, abriu mão do poder absoluto, delegando poderes executivos ao seu Conselho de Ministros. Este índice avalia a forma como a população enxerga os esforços e resultados do governo referentes à segurança, responsabilidade, honestidade e transparência, além de medir a cidadania e envolvimento dos habitantes na tomada de decisão e processos políticos.

A política acontece nas ruas, nas relações e atitudes em cada um de nós. Qual é a sua responsabilidade em relação à política que vive atualmente?

A felicidade é uma construção individual, de acordo com crenças, conceitos, cultura, pensamentos e sentimentos, mas ainda assim é uma busca contínua. Recursos externos podem ser facilitadores deste sentimento facilmente desejado, mas pouco expressado, porém, sua construção é uma escolha interna.

Você poderá encontrar sua felicidade nos relacionamentos, na sensação de pertencimento, construção de propósito, em seus valores, nos sentimentos que escolhe viver e principalmente em cada escolha que é capaz de fazer. Escolher a felicidade faz parte de sua construção.

Mesmo diante das dificuldades econômicas, Butão teve um aumento significativo do PIB, que, em 2006, era 1258.99, até chegar em 2014, com 2037.16. Este país, pouco maior do que o estado do Rio de Janeiro, está à nossa frente no que diz respeito a condições e olhar significativo para esse estado humano, que é um direito e dever de todos nós, moradores de todo e qualquer hemisfério.

Não há receita pronta no que diz respeito à felicidade, mas com certeza você estará mais próximo deste sentimento se for capaz de: dedicar parte do tempo à família/amigos e estimular e desfrutar dessas relações; expressar o sentimento de gratidão com frequência; ajudar pessoas conhecidas ou estranhos através de um olhar, uma conversa ou um trabalho voluntário; experimentar o otimismo ao imaginar o futuro; saborear a vida, prazeres e o momento presente; valorizar as pequenas coisas que possuem um valor gigantesco; movimentar seu corpo através de práticas diárias; e encontrar seu lado espiritual.

A felicidade está no processo, através de todas as escolhas que decide viver. Mahatma Gandhi disse que “Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.” E este deve ser construído, valorizado e vivido em sua potencialidade.

Construir um caminho de felicidade é um direito e dever de todos nós, a partir de riquezas e sentido.

Sua riqueza vai além de seus bens materiais, pois tem a ver com o seu nível de satisfação e sensação de bem-estar. Qual é, então, o seu nível de Felicidade Interna Bruta?

Este artigo foi publicado originalmente no site Mural do Coach.


Vanessa Caramelo Rosolino

Psicóloga, coach, viajante, escritora, apaixonada pela vida. Vivo em busca de mim,na harmonia e construção do que me pertence, a partir dos inúmeros encontros e desencontros que a própria vida me apresenta..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/sociedade// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Vanessa Caramelo Rosolino
Site Meter