carpinteiros do universo

Fatias das delícias e insanidades do nosso cotidiano.

Bruna Girardi Dalmas

Não existe uma pílula para cada problema de nossas existências. Mas, ficar estacionado em nossas zonas de conforto não é a melhor saída. Vai ficar aí estacionado ou vai desenvolver algo criativo? Aqui você encontrará pílulas de inteligência embaladas em recortes dos mais variados temas para sacudir o cotidiano e preenche-lo de cores bonitas.

Atreva-se


5f41cb446e76019a5d2fdd7b34940861.jpg

ATREVA-SE

Se tivesse um conselho para dar, diria para sermos atrevidos. Daria uma carta de autorização para libertar os nossos instintos mais primitivos. Os nossos sonhos mais insanos. Aquilo que gostaríamos de ter sido quando crianças. Bem diferente do adulto deprimido, ausente, ansioso e ocupado que nos tornamos. Quero ser apenas atrevida o suficiente para ter a liberdade de desfrutar uma felicidade sem frescura.

Atrevidos para desafinar. Atrevidos para amar na forma do incondicional. Atrevidos para sermos ridículos. Atrevidos para dançar sem música. Atrevidos para comer sem culpa. Atrevidos para seguir adiante. Atrevidos para curar um coração partido. Atrevidos para acreditar em sonhos. Atrevidos para continuar tentando. Atrevidos para sermos nós mesmos. Atrevidos para acreditar nas pessoas. Atrevidos para rir litros. Atrevidos para acreditar que o mundo ainda tem jeito. Atrevidos para perseguir utopias. Atrevidos para chorar marés. Atrevidos para ser um carpinteiro do universo que acredita que dá sim para consertar o que parece não ter conserto.

Preciso de forma urgente exercitar o lado atrevido. Afinal onde foi parar a criança que fui um dia? Será que nos tornamos o adulto que gostaríamos de ser? Para onde foram os nossos sonhos de criança? Está na hora de resgatar os sonhos deixados em gavetas. Os planos perdidos pelo caminho. Será que a criança que fomos um dia teria orgulho do adulto que nos tornamos? Será que somos atrevidos o suficiente para sermos felizes? Ou será que ficamos nos preocupando com status, músculos ao invés de nos questionarmos sobre o sentido da vida? O que estamos fazendo de fato com a nossa existência? Estamos vivendo de fato ou apenas postando nossas vidas?

Quero ao meu lado pessoas atrevidas. Destas que tem coragem para mudar independente da idade. Que não se importam com rugas, peso na balança e, sim, em dar vazão aos sentimentos. Preocupadas em emagrecer o ego. Conscientes o suficiente para saber admirar a beleza que vem de dentro. São capazes de praticar a empatia sem pedir nada em troca. Onde estão os seres HUMANOS? Pode ser utopia, mas uma vida de atrevimentos me parece mais excitante do que uma existência de aparências.


Bruna Girardi Dalmas

Não existe uma pílula para cada problema de nossas existências. Mas, ficar estacionado em nossas zonas de conforto não é a melhor saída. Vai ficar aí estacionado ou vai desenvolver algo criativo? Aqui você encontrará pílulas de inteligência embaladas em recortes dos mais variados temas para sacudir o cotidiano e preenche-lo de cores bonitas..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/sociedade// @obvious //Bruna Girardi Dalmas