carpinteiros do universo

Fatias das delícias e insanidades do nosso cotidiano.

Bruna Girardi Dalmas

Não existe uma pílula para cada problema de nossas existências. Mas, ficar estacionado em nossas zonas de conforto não é a melhor saída. Vai ficar aí estacionado ou vai desenvolver algo criativo? Aqui você encontrará pílulas de inteligência embaladas em recortes dos mais variados temas para sacudir o cotidiano e preenche-lo de cores bonitas.

Faça um favor a si mesmo, se ame em primeiro lugar


p000020457.jpg

O dia dos namorados vem chegando e com ele várias variáveis. Para quem está solteiro muitas vezes esta data pode parecer cruel e por vezes tortuosa. Para quem está acompanhado é um convite para diversos tipos de comemoração e para quem está sozinho pode ser sinal de solidão. O problema tanto para um lado quanto para o outro é a problemática de não conseguir se satisfizer sozinho. O problema de estar acompanhado ou não é depositarmos a nossa felicidade no outro.

Convivemos com a ideia de que para ser feliz temos que estar acompanhados. Em tantas outras vezes achamos que devemos ser a metade da laranja de alguém. Somos acionados em sempre estarmos com alguém ou a procura de um. Queremos de forma urgente ser o par de alguém. Em muitas situações nos jogamos nos aplicativos a fim de enfim encontrar a alma gêmea tão esperada. Idealizamos o outro e muitas vezes queremos que ele se encaixe em nossas expectativas. Não basta encontrar alguém, é preciso fazer que ele se encaixe nos nossos padrões. Com isso, se estamos sozinhos nos tornamos tão exigentes em nossa procura que acabamos por deixar passar algumas oportunidades. O que não conseguimos entender é que não existe perfeição. Cada pessoa é um universo único recheado por qualidades, defeitos, manias e tantas outras particularidades. Aceitar o outro como realmente de forma incondicional é um dos primeiros passos para conseguir se relacionar. Não é que você vai aceitar tudo, mas vai parar de implicar. Saber que o outro vai errar, por vezes desapontar e em outros momentos irá agir de forma totalmente inesperada. E estará tudo bem porque você também por vezes fará o mesmo. Mas aprender a ficar ao lado nos momentos de tempestade é um dom. Mas o que importa de tudo isso, seja se você tiver acompanhada ou sozinho é preciso estar munida por amor próprio.

Para poder verdadeiramente amar é preciso se amar primeiro. Pode parecer clichê todo este papo de amor próprio, mas ele é real e deve ser exaltado. Apreciar sua própria companhia, gostar de estar consigo mesmo apreciando de verdade o tempo que passamos sozinhos. Para isso é preciso investir em autoconhecimento. Saber de verdade do que gostamos ou não. O que nos faz feliz e o que nos põe para baixo. Saber tudo a nosso respeito ou estar em busca de saber é algo que precisa ser exercitado. O amor próprio nos liberta das amarras de querer ser a metade de alguém. Passamos a entender que somos um universo inteiro recheado de oportunidades esperando por serem descobertas. Quando estivermos de verdade plenos com a gente mesmo seremos capazes de buscar alguém que nos complemente, mas não nos complete. Seremos inteiros mesmos na presença do outro a fim de podermos amar sem idealizar. O amor próprio é o combustível para que a gente se sinta confortável sozinho ou acompanhado. Poderemos desfrutar da nossa própria companhia de forma integral pois aprenderemos a apreciar o nosso tempo sozinho. Assim iremos desfrutar da nossa individualidade a fim de verdadeiramente saber que para amar de forma incondicional é preciso primeiro se amar da mesma forma. Há uma ferramenta que poderá auxiliar neste processo é a terapia. Neste espaço será possível compreender através do desenvolvimento do autoconhecimento de que forma estamos ou não conseguindo nos amar. Ela irá ajudar a desenvolver ferramentas saudáveis que serão capazes de auxiliar no processo do descobrimento de si mesmo.

Neste dia dos namorados seja para você que está acompanhado, seja para você que está buscando alguém esteja munido por amor próprio. Ele liberta, encoraja e potencializa. É através dele que aprendemos a amar de forma incondicional.


Bruna Girardi Dalmas

Não existe uma pílula para cada problema de nossas existências. Mas, ficar estacionado em nossas zonas de conforto não é a melhor saída. Vai ficar aí estacionado ou vai desenvolver algo criativo? Aqui você encontrará pílulas de inteligência embaladas em recortes dos mais variados temas para sacudir o cotidiano e preenche-lo de cores bonitas..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Bruna Girardi Dalmas