celeste frança

Insights e expurgos, um pouco de tudo que não pude calar.

Celeste França

Pernambucana de coração e nascimento e escritora por impossibilidade de guardar pra si seus pensamentos

Balzac, o senhor me deve uma conta.

Espelhos usados como armas mortais, balzaquianas, minha mãe e aniversários cada vez menos avidamente esperados. Até quando posso ser bonita?


Quando entre 1831 e 1832 Honoré de Balzac publicou o livro A mulher de trinta anos, creio que ele não sabia da discussão que sua obra começaria. No livro, a personagem principal se vê aos trinta anos presa em um casamento infeliz, e só faz as pazes consigo mesma ao reencontrar a felicidade em outro relacionamento.

medo-de-envelhecer-1.jpg

Na época, uma mulher com trinta anos já era madura, mas, como na brincadeira do telefone sem fio, do século XIX até uns anos atrás, a informação que chegou aos meus ouvidos de criança, tinha uma conotação pejorativa, onde uma balzaquiana era considerada velha. Agora, a dois anos de tornar-me uma balzaquiana, o termo parece ter sido reavaliado, mas o fato é que numa sociedade com sede por juventude, isso já fez um bom estrago.

Quando me avalio mentalmente diante do espelho pela manhã, não posso negar que meus olhos procuram por marcas que ainda podem ser removidas por peelings, renews e produtos afins, mas graças ao fato de ter sido criada por uma mulher feliz, moderna e desencanada, eu lavo meu rosto e mantenho as minhas vaidades sem paranoia, sem medo de envelhecer, curtindo como minha mãe me ensinou, a beleza de cada momento.

tumblr_mnsw24fCAe1sph9y0o1_500.jpg

Uma vez resolvido o problema na minha cabeça, é inevitável lidar com o mesmo na esfera social, as cobranças não acontecem só pela mídia, embora muitas vezes ela traga coisas que me deixam num choque entre o riso e a irritação, como por exemplo, quando em um comercial, a modelo diz que para entender porque ela é uma mulher tão confiante em si mesma, basta que olhemos para o bumbum dela, e sim, nessas horas minha fé na humanidade é abalada. O problema sou eu? Confiança não é algo que se constrói e vem de dentro? E como ela foi parar no meu bumbum?

253112_10151134814606633_1746866202_n.jpg

Dando prosseguimento ao que se cobra aos trinta, lentamente percebemos o círculo de amizades ficando mais restrito; pares se formando, sobrinhos nascendo e quando por ventura você é um dos poucos solteiros do seu pequeno grupo, inevitavelmente, alguns amigos irão te sugerir bons partidos, e é sempre este o momento em que eu não sei dizer em que ano estamos.

Estou longe de ser super desencanada com tudo, mas como já citei, tive uma mãe totalmente fora do comum, o ícone da minha mãe é a maravilhosa e eterna Leila Diniz, mas a minha mãe anônima e espetacular é o meu. Quando eu quis pirar na ideia de colocar um cronômetro pro fim da minha beleza e das minhas possibilidades, foi ela quem me mostrou como ser bonita aos trinta, quarenta, cinquenta e a ser bonita agora, aos vinte e oito, e que esse status, é totalmente dependente de como nos sentimos por dentro, que a beleza de cada idade anda de mãos dadas com a felicidade e com o amor próprio, e que é preciso viver no agora.

tumblr_mhvkth842m1rnrojpo1_500.jpg

Ao longo do texto creio que fiz as pazes com Balzac, e acho que na verdade ele não me deve nada. O fato é que é difícil olhar pra si mesmo sem os filtros de uma sociedade que precisa te assustar o suficiente para te fazer consumir milagres em frascos. Aos poucos tenho compreendido que o único jeito de me sentir sempre bonita, é não ter arrependimentos, se você conseguir curtir tudo que cada etapa da sua vida tem para lhe oferecer, o brilho da sua realização pessoal vai ter um resultado bem melhor que qualquer peeling de diamante.

frases-tumblr-facebook-19.jpg


Celeste França

Pernambucana de coração e nascimento e escritora por impossibilidade de guardar pra si seus pensamentos.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 3/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Celeste França