chacoalhão

sublime cotidiano

Renan Berlitz

Publicitário por formação e desajustado por natureza. Apesar de ser supersincero e muito exigente, tenta viver uma vida mais leve

Toda a beleza da praia

É, as neuras de verão, calor no coração...


erasmo-viana-e-gabriela-pugliesi.jpg

O verão é uma estação que, como qualquer outra, se repete todos os anos. Só esqueceram de dizer que, das quatro, ela é a irmã leonina. Também esqueceram de dizer que ela é siamesa, e a outra dita cuja é a praia. Essa última, apesar de dividir o mesmo corpo, não compartilha o mesmo signo. Ela é de Áries. E ai de você se não obedecê-la.

Diferente do que prega a "realidade" do Instagram, a praia é um verdadeiro movimento de contracultura. Toda uma bossa anarquista. Quase tudo pode. É pelanca, celulite, costas peludas, estrias, sunga branca transparente, biquíni fosforescente de duas cores, pança que cobre virilha, caminhada de tênis e meia na beiradinha, sovacos dignos de chapinha, velhos que caminham fazendo embaixadinha com os testículos, palmitos ambulantes, queimaduras a la Picasso, moças desbundadas, moços de tetinhas. Dizem que é o fim dos tempos.

Essa semana, uma amiga minha recebeu um elogio de que estava emagrecendo. Achei que ela iria ejacular ali mesmo. Ela agradeceu o gesto e disse que estava se preparando para as férias. Essa preparação é o mesmo que dieta. Quando usamos o termo "dieta", está explícito passar fome. Com ela não foi diferente. A tática dela era a dieta do queijo. Não conhece? Muito fácil, só ficar sem comer até o momento em que você sentir que vai desmaiar. Aí você come uma fatia de queijo. Fácil, né?! Esquece, combinado? Eu vi essa dieta em um filme de comédia e não é isso que ela tá fazendo. Acho que não, pelo menos. De qualquer forma, não repita isso em casa. Fica a dica.

Investigando um pouco mais, descobri o motivo de tanta preocupação. Ela e o marido iriam para uma praia com um casal de amigos. Imagina eu, lá do lado da Jussara, com aquela barriga negativa, e o marido dela com aquele abdômen cheio de gominhos. Acho que a Jussara quando chegar perto de mim vai gritar: "Vai, Willy!". Creideuspai! Palavras da minha amiga. Nenhuma dose de exagero detectada.

Sou chamado de "o cara dos carboidratos à noite" pelo meu outro amigo marombeiro. O que eu posso fazer se estou em um relacionamento sério com a lasanha? Ele me chamou disso enquanto comia uma estupidamente deliciosa mistura de aipim cozido sem sal com atum enlatado. Até achei que era massinha de modelar. Eu comia uma pizza de calabresa mesmo. Quando eu dei a primeira mordida, tenho certeza que ele viu anjos com harpas, entoando hinos de louvor. Acho que até vi uma lagriminha tentando escapar pelo canto do olho esquerdo. Deve ser efeito colateral do whey. Só pode.

Como já escreveu a Ruth Manus, eu não nasci para ser fitness. Mesmo assim eu tento. Talvez eu volte para a academia. Talvez tenha que pagar o plano anual e acabar indo só dois dias, de novo. Talvez eu comece a praticar um esporte com os colegas de trabalho, depois do expediente. Talvez até faça companhia para o meu amigo marombeiro e sua marmita funcional de brócolis sem sal cozido no vapor e tofu. Tá, acho que isso não. Talvez nenhuma das anteriores também. Nossa Senhora da Coxinha, dai-me forças! Oremos.

Santo Anjo do Shake, faça-me não ser corrompido pela culinária italiana. São Gel Redutor de Gordura, intercedei por mim em todas minhas dobrinhas. Apóstolo do Frango com Batata Doce, livrai-me do xis bacon e não me faça cair em qualquer outra tentação que me faça salivar. Amém.

A grande questão por trás dessas neuras com o verão é: você está fazendo isso por você mesmo ou pelos outros? Se você está sedentário e precisando levar uma vida mais saudável por vontade própria, ou recomendação médica mesmo, vai em frente. Agora, se é para ficar chamando atenção dos outros ou tentando chegar no nível de outras Jussaras, acho que precisamos rever alguns conceitos.

Invés de barriga negativa, vamos de depreciação negativa? Invés de tanquinho trincado, vamos de tranquilidade trincada? Invés de bunda na nuca, vamos de mão na cintura dançar a Macarena? Invés de ser monstro, vamos de felicidade monstra?

Toda a beleza da praia está em colocar menos o dedo em você mesmo e mais o pé na areia.


Renan Berlitz

Publicitário por formação e desajustado por natureza. Apesar de ser supersincero e muito exigente, tenta viver uma vida mais leve.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Renan Berlitz