cinema pensante

Como um bom filme pode mudar a nossa vida

Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu.

Dez filmes para quem não tem preguiça de pensar- parte 12

A décima segunda parte da lista promete sugestões empolgantes para quem deseja conciliar reflexão com uma boa dose de emoção.


closer_html.jpg

Cena do filme Closer, perto demais

1. Closer, perto demais de Mike Nichols

Um filme realista, profundo e cruel sobre o amor, o casamento e sua vocação para o fracasso. Quando ficamos perto demais, a complexidade e as mentiras se tornam inevitáveis.

2. O segredo dos seus olhos, de Juan José Campanella

Um visceral filme sobre o medo de amar e um sistema judicial que poupa um criminoso brutal. Um filme sobre o amor incondicional e sobre a justiça com as próprias mãos. Bem ao estilo do bom cinema argentino, O segredo dos seus olhos não deixa nenhuma lição moralista em seu desfecho. Muito pelo contrário. Revela com maestria o contundente , passional e inegociável espírito latino.

3. Gêmeas, de Andrucha Waddington

Baseado em uma obra de Nelson Rodrigues, Fernanda Torres interpreta duas irmãs gêmeas que se comprazem realizando jogos com os seus pretendentes até que um dia uma delas se apaixona de verdade e o nefasto equilíbrio se desfaz. Um filme profundamente desconcertante e assustador.

f_245579.jpg

Cena do filme Gêmeas

4. O banheiro do Papa, de Cesar Charlone e Enrique Fernandéz

Tragicomédia sobre uma cidade do Uruguai que se prepara para receber o Papa sem sucesso. Mais uma bela mostra do forte e às vezes patético latino.

5. Buena vida delivery, Leonardo Di Césare

Mesclando drama com horror, Buena vida delivery mergulha em uma Argentina decadente e desesperada por meio de uma família de aproveitadores.

6. Tess, de Roman Polanski

Baseado no romance de Thomas Hardy, Tess de d' Urbervilles, mostra a dura realidade de uma jovem nobre porém miserável que passa por muitas provações em um mundo liderado pelos homens. De um lado temos um homem déspota que se aproveita da sua posição social. Do outro, temos um herói covarde e hipócrita.

untitled.png

Cena do filme Tess

7. Paixão proibida, de Michael Winterbottom

Também baseado em um romance de Thomas Hardy, Judas, o obscuro, Paixão proibida mostra uma sociedade implacável com suas regras morais que sufocam o amor verdadeiro, qualquer tipo de espontaneidade e impede a mobilidade social.

8. Azul é a cor mais quente, de Abdellatif Kechiche

Muito mais do que um filme picante sobre duas jovens homossexuais que se apaixonam loucamente, marcando suas vidas definitivamente, Azul é a cor mais quente revela de forma madura, que no mundo dos adultos amar não basta.

9. Notas sobre um escândalo, de Richard Eyre

Cate Blanchet está magnética neste filme em que ela vive uma ingênua e sexy professora de Artes de uma escola pública na Inglaterra que acaba se envolvendo sexualmente com um aluno menor de idade e despertando uma paixão obsessiva em uma azeda e idosa professora.

10. Os sonhadores, de Bertolucci

Uma bela e visceral homenagem aos cinéfilos por meio de um casal de irmãos que recriam o mundo e fogem do medo da vida por meio da magia dos filmes.

imagesM7NC8ZD6.jpg

Cena do filme Azul é a cor mais quente

Os Sonhadores.png

Cena do filme Os sonhadores


Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Sílvia Marques