cinema pensante

Como um bom filme pode mudar a nossa vida

Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu.

Dez filmes para quem não tem preguiça de pensar- parte 17

Adentrar no universo dos filmes inteligentes faz com que nos deparemos com realidades nem sempre muito agradáveis ou facilmente digeríveis. A décima sétima parte da lista exige uma vontade forte de mergulhar na intricada rede dos filmes que nos desconstroem como um jogo LEGO.


18964961_jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

Cena do filme Kika

1. Kika , de Pedro Almodóvar

Bizarro filme sobre uma maquiadora ingênua que se envolve com personagens cruéis. Merece destaque a personagem interpretada por Victoria Abril, Andrea Caracortada, uma repórter ultra sensacionalista que transforma tragédias em espetáculo, inclusive a sua própria. Este filme questiona a banalização da violência e o conceito de sociedade do espetáculo.

2. A fonte da donzela, de Ingmar Bergman

Antigo filme do mestre sueco, baseado no folclore nórdico sobre uma mimada jovem virgem que é atacada por pastores a caminho da igreja.

3. Segredos e mentiras, de Mike Leigh

Realista filme sobre uma família aparentemente comum, que esconde segredos uns dos outros, gerando males entendidos , julgamentos errôneos e abalando a relação de todos.

A_fonte_da_donzela.jpg

Cena do filme A fonte da donzela

4. As qualidades eletivas, de Paolo e Vittorio Taviani

Baseado no romance de Goethe, As afinidades eletivas utiliza um conceito da Química para mostrar o poder de atração que o parceiro de um casal exerce no parceiro de outro casal. O casal protagonista acaba se desmantelando por causa do convívio diário com um amigo do homem e da filha adotiva da mulher. O filme analisa a volatilidade das relações amorosas.

5. O belo Antonio, de Mauro Bolognini

Marcello Mastroianni e Claudia Cardinale protagonizam este cruel filme sobre um belo homem que se casa com linda jovem católica e não consegue consumar o casamento por ser impotente. Depois de algum tempo, ela resolve anular o matrimônio. O filme nos faz refletir sobre a dureza das pessoas que seguem as regras à risca.

6. O cozinheiro, o ladrão, sua esposa e amante, de Peter Greenaway

Indigesto filme sobre um gangster que assassina o amante da sua esposa e receberá como castigo uma vingança surpreendente, que só será possível com a ajuda do cozinheiro do restaurante que eles frequentam assiduamente. Estilo estridente e alegórico. O filme se assemelha a um pesadelo.

afinidades_eletivas.jpg

Cena do filme As afinidades eletivas

the-cook-the-thief-his-wife-her-lover-33.png

Cena do filme O cozinheiro, o ladrão, sua esposa e amante

7. O amante, de Jean-Jacques Annaud

Filme baseado no romance homônimo e autobiográfico da escritora francesa Marguerite Duras, que retrata o seu romance com rico homem chinês quando ela tinha apenas 15 anos de idade. O filme esbanja erotismo e uma profunda melancolia.

8. Ensaio de um crime, de Luis Buñuel

Interessantíssimo filme centrado numa das pedras de toque de Buñuel: a frustração. Um homem acredita gerar a morte de mulheres porque ele deseja que elas morram e por algum motivo misterioso, elas acabam realmente falecendo.

9. Rocco e seus irmãos, de Luchino Visconti

Filme que carrega traços do Neo-Realismo italiano sobre uma pobre família do Sul da Itália que migra para o Norte em busca de melhores condições de vida. O bondoso Rocco se apaixona pela ex-namorada de seu complicado irmão Simone, uma ex-prostituta, o que irá destabilizar todo o equilíbrio familiar. O filme trabalha a questão do fatalismo, típica do Naturalismo, movimento literário acoplado ao Realismo, que defendia a tese de que estamos condenados às leis biológicas e sociais.

10. Noites de Cabiria, de Fellini

Filme com elementos do Neo-Realismo italiano sobre ingênua prostituta que sonha em ser uma senhora casada.

69eaccde9ae12d4432c39eaeec18f7c1.jpg

Cena do filme O amante

tn_658_645_rocco.JPG

Cena do filme Rocco e seus irmãos


Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Sílvia Marques
Site Meter