cinema pensante

Como um bom filme pode mudar a nossa vida

Sílvia Marques

Doutora em Comunicação e Semiótica, psicanalista lacaniana, escritora e atriz. Indicada ao Jabuti 2013. Idealizadora da Pós em Cinema do Complexo FMU.

Atendo adolescentes e adultos em São Paulo.
www.psicanalistasilviamarques.com

Vamos falar sobre masturbação feminina?

Masturbação é uma fonte de autoconhecimento profunda e deliciosa. É prazer garantido. Obviamente, não tem a emoção de um ato sexual, mas é relaxante e faz bem para o corpo e a mente.


mulher-triste-Envergonhada-E-Decepcionada-Comigo Mesma_ O- Que-Fazer-Quando-Eu-Pecar-Edificados-na-Verdade.jpg

Lendo um texto divulgado pela página BBC Brasil, me espantei ao saber que o tema da masturbação feminina ainda é um tabu, até mesmo entre mulheres bem colocadas no mercado de trabalho, que exercem profissões mais descoladas como a de jornalista.

Masturbação é uma fonte de autoconhecimento profunda e deliciosa. É prazer garantido. Obviamente, não tem a emoção de um ato sexual, mas é relaxante e faz bem para o corpo e a mente. Masturbação é algo extremamente natural e saudável. Não praticá-la gera estresse.

Vou mais longe. Ter um parceiro sexual não invalida o ato de se masturbar. Uma coisa complementa a outra. Não é porque o seu namorado ou marido é excelente na cama , que você não possa brincar com você mesma. Masturbação não é um simples paliativo para falta de sexo. É uma conexão da mulher com ela mesma, com a sua mais profunda e instintiva intimidade.

Vou mais longe ainda. Têm homens que curtem muito ver a sua parceira se masturbando , pois quando uma mulher se toca abertamente, sem tabus, ela revela sem palavras que não teme o próprio prazer.

Na verdade, a masturbação é a ponta de um iceberg gigante. O problema não está na masturbação em si. O problema de fato está no prazer feminino. Ainda é um tabu social a mulher sentir prazer, principalmente sem a ajuda de um homem.

Homens se masturbam normalmente porque homens são vistos como seres autônomos. Nós não. O nosso prazer precisa estar sempre ligado a um homem, a um relacionamento, a um amor. Muitas de nós ainda se valoram pelo homem que nos acompanham. Um homem sozinho optou. Uma mulher sozinha não tem opção. Esta é ainda a crença de muitas pessoas.

A masturbação feminina provavelmente deixará de ser um assunto embaraçoso quando começarmos a nos ver com mais autonomia e liberdade. Precisamos aprender a ver o nosso prazer com mais alegria. Socialmente , existe toda uma construção que culpabiliza o prazer da mulher. Cabe a nós fazer esta desconstrução dentro de nós mesmas.


Sílvia Marques

Doutora em Comunicação e Semiótica, psicanalista lacaniana, escritora e atriz. Indicada ao Jabuti 2013. Idealizadora da Pós em Cinema do Complexo FMU. Atendo adolescentes e adultos em São Paulo. www.psicanalistasilviamarques.com.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //Sílvia Marques