cinema pensante

Como um bom filme pode mudar a nossa vida

Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu.

Quando odiamos nos ver no outro

Quando somos capazes de trair e mentir e seduzir apenas para brincar com o sentimento alheio, temos mais facilidade para perceber tais mecanismos no outro. Corruptos reconhecem corruptos. Mentirosos compulsivos reconhecem mentirosos compulsivos. Pessoas altamente sedutoras reconhecem pessoas altamente sedutoras e detectam as pequenas e sutis artimanhas utilizadas para magnetizar o outro.


b5fc0a0d66b097600f0b87753abb1bce536648aa.jpeg

Sim, aquele bom e velho ditado popular "Quem usa , cuida" pode ser captado em muitas situações cotidianas. Situações bem banais. Quem já não se pegou muito irritado com o comportamento de alguém e no minuto seguinte percebeu que tal comportamento irritante se parece muito com o nosso jeito de ser?

Quantas mulheres ultra extrovertidas e sensuais não se incomodam com outras mulheres igualmente extrovertidas e sensuais? Muitas pessoas que falam e riem alto e gesticulam muito se estressam quando encontram alguém que adota o mesmo tipo de conduta. Por outro lado, tímidos extremos se encantam com extrovertidos e se incomodam com pessoas igualmente retraídas.

Quando somos capazes de trair e mentir e seduzir apenas para brincar com o sentimento alheio, temos mais facilidade para perceber tais mecanismos no outro. Corruptos reconhecem corruptos. Mentirosos compulsivos reconhecem mentirosos compulsivos. Pessoas altamente sedutoras reconhecem pessoas altamente sedutoras e detectam as pequenas e sutis artimanhas utilizadas para magnetizar o outro.

Sim, muitas vezes, sentimos raiva de nós mesmos por meio do outro. Projetamos a irritação que os nossos defeitos nos causa em um outro semelhante.

Pessoas que têm coragem de dizer e fazer aquilo que gostaríamos de dizer e fazer , mas que reprimimos por covardia, se tornam figuras odiosas. Muitas vezes, sem saber, estamos odiando a nós mesmos...

Muitas vezes , odiamos ver que o outro teve coragem de externar um pensamento que alimentamos há séculos. Muitas vezes invejamos ver que o outro consegue conduzir a sua vida com uma boa dose de liberdade, como gostaríamos de conduzir.

Como diria Sartre, viver é se equilibrar entre escolhas e consequências. Não é possível ter tudo nesta vida. Quando se opta por A , perde-se B. Quem quer ter uma vida perfeitamente tranquila, sem sobressaltos, sem se expor a julgamentos, deve abrir mão de se destacar em qualquer sentido. Pois a virtude pode estar no meio, mas a capacidade de se destacar não. Apenas quem escolhe um dos lados do muro e se coloca na linha de frente pode fazer a diferença no mundo. O restante faz mera figuração.


Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Sílvia Marques
Site Meter