cinema pensante

Como um bom filme pode mudar a nossa vida

Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu.

Sobre conexões imediatas e encontros poderosos


Olhamos para centenas de rostos sem imaginar todo o universo que cada um deles representa, sem saber quem poderia se conectar conosco de uma forma especial. E quando me refiro a conexões especiais, falo de todo tipo de relação que pode surgir entre duas pessoas que vão desde os mais apaixonados casos de amor até amizades simbióticas, passando por parcerias intelectuais e profissionais instigantes.


MURIEL.png

Cena do filme O casamento de Muriel: amizade forte que ressignifica a vida da protagonista

Estamos todos os dias esbarrando com centenas de pessoas sem nos dar conta de toda a complexidade existente em cada uma delas. Cada ser humano, por mais simples e linear que seja, é um universo intricado, cheio de lacunas, perplexidades, perguntas sem respostas, autoenganos.

Quando nos sentamos perto de alguém no metrô ou no ônibus, raramente nos indagamos sobre quem é aquela pessoa, o que a estimula, o que a move, o que a faz ter forças para acordar todos os dias. Quando somos apresentados a uma pessoa num evento social, normalmente mantemos uma conversa superficial e não apresentamos um real interesse por aquilo que estamos ouvindo.

Olhamos para centenas de rostos sem imaginar todo o universo que cada um deles representa, sem saber quem poderia se conectar conosco de uma forma especial. E quando me refiro a conexões especiais, falo de todo tipo de relação que pode surgir entre duas pessoas que vão desde os mais apaixonados casos de amor até amizades simbióticas, passando por parcerias intelectuais e profissionais instigantes.

Quando de repente esbarramos em alguém e em poucos minutos a pessoa diz alguma coisa que detona algo em nós, algo que aciona as nossas teclas mais importantes, algo que aciona o nosso eu mais verdadeiro, temos uma conexão imediata. Temos um encontro poderoso.

Convivemos por meses ou até mesmo por anos com colegas de trabalho, amigos sociais, parentes sem conseguir estabelecer uma conexão tão devastadora e reveladora. Muitos de nossos vínculos afetivos de longa data se baseiam mais na convivência, nas experiências compartilhadas, num respeito mútuo que se estabelece por detectarmos qualidades importantes no outro.

Muitas das nossas amizades se formam lentamente e vão se consolidando com o tempo, mas sem que haja uma conexão total. Admiramos, respeitamos , temos carinho, mas não sentimos pontas soltas se unindo, se ligando e criando novas conexões mentais e afetivas. Muitas de nossas amizades se formam por algumas afinidades em comum e pela força das circunstâncias.

Quando conhecemos alguém que realmente se conecta com a gente, vivemos uma espécie de encontro conosco mesmo, com tudo aquilo de mais íntimo e visceral que existe dentro de nós.

Conexões imediatas e encontros poderosos não ocorrem todos os dias e nem sempre duram muito tempo. Às vezes, a intensidade é tão grande e perturbadora que não é possível manter o vínculo por meses ou anos. Mas de qualquer forma, sempre saímos transformados e mais conscientes a respeito de nós mesmos depois de uma conexão imediata.


Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Sílvia Marques