cinema pensante

Como um bom filme pode mudar a nossa vida

Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu.

Sete filmes sobre professores inspiradores

Os professores retratados nos filmes da lista a seguir deram uma aula de como podemos mudar nossas vidas por meio da determinação, do conhecimento, da solidariedade, da união de esforços, da alteridade, isto é, da capacidade de se colocar no lugar do outro. Os professores retratados nos filmes da lista a seguir deram uma aula de como pensar com a própria cabeça e sermos nós mesmos. Deram uma aula de como buscar as semelhanças no aparentemente diferente em vez de buscar pequenas diferenças no semelhante. Deram uma aula de esperança, de autonomia, de liberdade.


ao-mestre-com-carinho_b1.jpg

Ao mestre com carinho

Criativos, irreverentes, amorosos, incansáveis, destemidos. Estes são alguns dos adjetivos que podemos atribuir a professores apresentados pelo cinema. Independente de terem sido baseados em pessoas reais , todos eles servem de inspiração para professores que desejam ir além da mera transmissão mecânica de teorias e técnicas. Eles servem de inspiração para os professores que entendem a Educação como um processo criativo, dinâmico e afetuoso, em que o docente aprende ensinando e o aluno ensina aprendendo.

Os professores retratados nos filmes da lista a seguir deram uma aula de como podemos mudar nossas vidas por meio da determinação, do conhecimento, da solidariedade, da união de esforços, da alteridade, isto é, da capacidade de se colocar no lugar do outro. Os professores retratados nos filmes da lista a seguir deram uma aula de como pensar com a própria cabeça e sermos nós mesmos. Deram uma aula de como buscar as semelhanças no aparentemente diferente em vez de buscar pequenas diferenças no semelhante. Deram uma aula de esperança, de autonomia, de liberdade. Vamos à lista? A lista é aleatória. Não apresenta nenhum critério cronológico, alfabético ou de importância.

1. O sorriso de Monalisa, de Mike Newell ( USA/2003)

mona.jpg

Julia Roberts vive uma professora irreverente numa tradicional escola para moças de classe média alta nos anos 1950. Muito mais do que ensinar História da Arte e preparar as jovens para o casamento, Katherine ensinou suas alunas a serem elas mesmas , desafiando toda uma ordem social que reservava um espaço muito restrito às mulheres.

2. Sociedade dos poetas mortos, de Peter Weir ( USA/ 1989)

dead-poets-society-robin-williams-32089561-3000-2014.jpg

Também ambientado numa tradicional escola americana dos anos 1950, Sociedade dos poetas mortos mostra um professor completamente inspirador que ensina a garotos a transformar as suas próprias vidas por meio da poesia , das artes, do livre pensamento e do amor.

3. Escritores da liberdade, Richard LaGravenese ( USA/2007)

wallpaper-del-film-freedom-writers-63017.jpg

A talentosíssima Hilary Swank encarna uma professora real que transformou a vida de seus alunos delinquentes por meio da literatura. Por meio do hábito de escrever em diários, jovens pobres que faziam parte de guangues passaram a reescrever suas próprias histórias de vida de forma mais humanística e menos violenta.

4. Mr.Pip , de Andrew Adamson ( Austrália, Papua Nova Guiné, Nova Zelândia/2012)

MR-PIP-CLASS.jpg

Mr. Pip é um filme que combina poeticamente elementos sensíveis com elementos grotescos e brutais. De um lado , temos uma realidade dura e cruel: uma ilha da Papua Nova Guiné dominada e barbarizada por um exército déspota e sádico. Do outro lado, temos Mr. Pip, um inglês que, apesar de não ser professor , decidiu reativar a escola local e dar aula às crianças. Por meio do livro Grandes esperanças, de Charles Dickens, ensina aos jovens pupilos o poder da imaginação e da esperança.

5. Mentes perigosas, de John N Smith ( USA/1995)

1995-dangerous-minds-026.jpg

Mentes perigosas mostra uma professora linha dura vivida pela exuberante Michelle Pheiffer, que precisa enfrentar uma sala rebelde, com alunos violentos. Aos poucos , ela ganha a confiança dos estudantes e se torna amiga deles.

6. Vermelho como o céu, de Cristiano Bortone ( Itália/ 2006)

filepath_1258.jpg

Baseado em fatos reais, o filme mostra a trajetória de um garoto que fica cego por causa de um acidente e passa a estudar numa escola para deficientes visuais. Por meio de um padre que leciona para os garotos , o protagonista descobre uma forte vocação para trabalhar com os sons, transformando-se futuramente em um grande profissional da indústria fonográfica italiana.

7. Ao mestre com carinho, de James Clavell ( ING/1967)

ao-mestre-com-carinho_b1.jpg

Filme clássico com Sidney Poitier na pele de um incansável professor que faz a diferença em sala de aula e na vida de seus alunos residentes num bairro pobre de Londres.


Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Sílvia Marques