cinema pensante

Como um bom filme pode mudar a nossa vida

Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu.

A importância de quebrar a rotina: o melhor da vida nem sempre acontece aos sábados

Nem sempre o melhor da vida acontece aos sábados. Ou aos domingos. Ou às sextas à noite. Sim, sextas à noite tem uma aura incrível! Sair de final de semana é mais viável para a maioria das pessoas. Por outro lado, de vez em quando, sair para jantar numa terça , tomar uma taça de vinho numa quarta depois do expediente ou ver uma peça teatral numa quinta pode ser muito gostoso. E por que não fazer um programinha na segunda-feira? Por que não almoçar com amigos numa segunda para começar bem a semana? Por que não fazer um programa a dois numa segunda à noite , mesmo que seja uma mesa de queijos e vinho em casa ou um bom filme com uma bacia gigante de pipoca?


Foto-Valor-3.jpg

Não temos como fugir da rotina. Sim, precisamos de uma rotina para nos organizarmos , para conseguirmos cumprir todas as nossas obrigações. Vou além. Precisamos da rotina para manter o equilíbrio do organismo e consequentemente ter uma saúde melhor. É importante ter uma hora para comer , para dormir.

Por outro lado, se levarmos a rotina a ferro e fogo, sem nunca fazer algumas pequenas quebras , de aliada , ela passa a uma inimiga. Quando a rotina se torna muito fechada e excessiva , a vida perde a sua autenticidade. Ela se torna menos criativa , menos espontânea e o que deveria em princípio trazer equilíbrio, nos traz tédio e falta de estímulo.

Quem nunca se permite quebrar a rotina , costuma se queixar de que a vida entrou no piloto automático. Costuma se queixar de que perdeu o tesão pela vida , que passou a fazer tudo mecanicamente , sem vontade , sem paixão. Apenas por senso de dever.

Obviamente , precisamos nos pautar pelo senso de dever. Caso contrário, a vida viraria um grande caos. Porém, fazer tudo exclusivamente por senso de dever pode ser o atalho para uma mente adoecida e uma vida triste.

Nem sempre o melhor da vida acontece aos sábados. Ou aos domingos. Ou às sextas à noite. Sim, sextas à noite tem uma aura incrível! Sair de final de semana é mais viável para a maioria das pessoas. Por outro lado, de vez em quando, sair para jantar numa terça , tomar uma taça de vinho numa quarta depois do expediente ou ver uma peça teatral numa quinta pode ser muito gostoso. E por que não fazer um programinha na segunda-feira? Por que não almoçar com amigos numa segunda para começar bem a semana? Por que não fazer um programa a dois numa segunda à noite , mesmo que seja uma mesa de queijos e vinho em casa ou um bom filme com uma bacia gigante de pipoca?

A vida acontece todos os dias. E é possível se sentir bem e ser feliz em cada um deles. Fugir, de vez em quando, do script que escrevemos para nós mesmos pode ser muito divertido. A pizza de domingo à noite pode ficar mais saborosa em uma quarta ou o barzinho de sexta pode ter um gosto a mais numa segunda ou numa terça. Inventar um programa de última hora , surpreender o parceiro com um "rapto" na hora do almoço são pequenos gestos que ampliam a dinâmica da vida.


Sílvia Marques

Paulistana, escritora, idealista em crise, bacharel em Cinema, cinéfila, professora universitária com alma de aluna, doutora em Comunicação e Semiótica, autodidata na vida, filósofa de botequim, com a alma tatuada de experiências trágicas, amante das artes , da boa mesa, dos vinhos, de papos loucos e ideias inusitadas. Serei uma atleta no dia em que levantamento de xícara de café se tornar modalidade esportiva. Sim, eu acredito realmente que um filme possa mudar a sua vida! Autora do blog Garota desbocada. Lancei recentemente em versão e-book pela Cia do ebook o romance O corpo nu..
Saiba como escrever na obvious.
version 6/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Sílvia Marques