cinema pensante

Como um bom filme pode mudar a nossa vida

Sílvia Marques

Doutora em Comunicação e Semiótica, psicanalista lacaniana, escritora e atriz. Indicada ao Jabuti 2013. Idealizadora da Pós em Cinema do Complexo FMU.

Atendo adolescentes e adultos em São Paulo.
www.psicanalistasilviamarques.com

Do avesso: se você pudesse voltar no tempo, viveria a mesma vida?

Muito além do feminismo, Do avesso é uma jornada pelo feminino. Maria Lúcia ou Malu é mais uma mulher como tantas outras, que em nome do bem estar familiar e da necessidade de cumprir o que a sociedade dita , deixa de lado seus desejos mais íntimos e pulsantes.


IMG_6246.JPG

"Éramos duas pessoas sozinhas, sem grandes oportunidades. Ficamos juntos. Nada mais natural. Lá no fundo a gente sabia que não tinha amor. Ele aceitou tal fato melhor do que eu. Eu fui atriz da minha própria vida. (Do avesso)

No dia 26 de abril, às 21 h, no Teatro Viga, no bairro de Pinheiros , em São Paulo, reestreio a peça teatral Do avesso, escrita , dirigida e interpretada por mim.

Muito além do feminismo, Do avesso é uma jornada pelo feminino. Maria Lúcia ou Malu é mais uma mulher como tantas outras, que em nome do bem estar familiar e da necessidade de cumprir o que a sociedade dita , deixa de lado seus desejos mais íntimos e pulsantes.

IMG_6118.JPG

Vocacionada ao teatro, passou a vida num trabalho burocrático, cercada por pessoas burocráticas , que desprezavam ou ignoravam tudo aquilo que era mais caro para ela. Obcecada pela personalidade esfuziante e perturbadora da mãe , contentou-se em ser apenas a esposa boazinha, que fazia o que devia ser feito.

"Eu odeio esta história de ser considerada boazinha desde que eu sou criança! Eu odeio esta certeza que as pessoas carregam no peito de que podem me maltratar e me explorar porque eu nunca sairei dos trilhos, porque eu nunca pegarei o caminho errado, porque eu sempre farei o que deve ser feito! Porque eu nunca morrerei de amor! (Pausa) O que eu preciso dizer e fazer para entenderem que eu sou má? (Pausa) O que eu preciso dizer e fazer para entenderem que eu também preciso ser amada loucamente?"

Entre um trabalho tedioso e uma vida familiar protocolar , Malu foi se perdendo, caindo numa espécie de queda livre enquanto se agarrava às lembranças da mãe , falecida de forma trágica , com uma vida mais trágica ainda.

IMG_6139.JPG

"Só uma pessoa me teria feito sair da rota. (Sorri nostalgicamente). Existe sempre um momento mágico e único em que somos capazes de tudo. Em que vamos muito além dos nossos medos, das nossas lacunas, de nós mesmos. Eu teria jogado a minha vida a 200 por hora num muro por ele. Quase tão loucamente quanto minha mãe fez 507 vezes. Esta era a sua maior arte. Amar loucamente como se fosse sempre a primeira vez. Ela foi a criatura mais pura que existiu. No dia, em que ela olhava pela janela, tomando chá inglês, ela viu todo um mundo que poderia existir".

Muito além das imposições do status quo, Do avesso é uma jornada pelas nossas contradições , pelo insondável, por aquilo que nunca poderemos entender ou explicar.

Muito além da depressão, do alcoolismo, do suicídio, do transtorno de personalidade borderline , Do avesso é um convite a cada um de nós, que em algum momento da vida, perdeu ou se sentiu impelido a abrir mão daquilo que mais queria.

A peça ficará em cartaz do dia 26/04 a 31 de maio, sempre às sextas, às 21 h.

Os ingressos já estão à venda no site : www.sympla.com.br

https://www.sympla.com.br/do-avesso__471833


Sílvia Marques

Doutora em Comunicação e Semiótica, psicanalista lacaniana, escritora e atriz. Indicada ao Jabuti 2013. Idealizadora da Pós em Cinema do Complexo FMU. Atendo adolescentes e adultos em São Paulo. www.psicanalistasilviamarques.com.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Sílvia Marques