cinema pensante

Como um bom filme pode mudar a nossa vida

Sílvia Marques

Doutora em Comunicação e Semiótica, psicanalista lacaniana, escritora e atriz. Indicada ao Jabuti 2013. Idealizadora da Pós em Cinema do Complexo FMU.

Atendo adolescentes e adultos em São Paulo.
www.psicanalistasilviamarques.com

  • Thumbnail image for sozinha.jpg
    Às vezes , dar tempo ao tempo é o melhor remédio

    Quando as emoções entram nesta espécie de gangorra maluca , somos arremessados num mesmo dia para diversos estados de espírito e a decisão aparentemente perfeita da manhã pode ser um desastre à noite.

  • filho.jpg
    O filho protegido: nem sempre a mãe é a parte mais apta a cuidar do filho

    Desde o início do filme , é possível perceber que existe algo de estranho com a aparentemente doce Sigrid. Com postura antissocial, ela aceita acompanhar o marido a uma festa de amigos. Após ter o sonhado filho pelo casal, se recusa a receber qualquer tipo de cuidado médico e passa pelo parto com a ajuda de uma conterrânea que não fala uma palavra em espanhol, mas que compreende o que Lorenzo fala. Fica uma dúvida: a parteira é realmente apenas uma parteira ou é a mãe de Sigrid?

  • neve.jpg
    Não estamos preparados para dizer adeus

    A morte , independente de ser física ou simbólica , traz com ela o germe da transformação inevitável, traz a semente que nos empurrará para o futuro.

  • feliz.jpg
    Seja você mesmo. Desta forma , você vai atrair pessoas e situações compatíveis com o seu jeito de ser

    Muitas pessoas passam a vida tentando se adequar a um ambiente , a uma profissão, a um relacionamento, a uma maneira de viver que nada tem a ver com elas. Muitas pessoas passam a vida tentando atender às expectativas alheias , carregando o mundo nos ombros. Carregando até mesmo pesos que não lhes pertencem ao assumir responsabilidades de terceiros, tentando corrigir erros e preencher lacunas deixadas por outras pessoas que vivem a vida de forma totalmente descompromissada em relação aos outros, num egoísmo patológico.

  • sozinha.jpg
    Nem sempre quem cala, consente. Às vezes, é cansaço mesmo ou desistência

    Silenciar está mais para desistência do que para concordância. Silenciar pode até mesmo indicar a superficialidade de uma relação. Muitos pensam que ignorar um problema , não conversar a respeito de um ruído evita o conflito. Nos tornamos vítimas daquilo que não dizemos . Mais do que isso: nos tornamos vítimas daquilo que coagimos o outro a não dizer.

  • neve.jpg
    A grande beleza de envelhecer é aprender a simplificar a vida

    Envelhecer assusta. Talvez seja a pior dificuldade que a maioria das pessoas enfrenta. Como tudo na vida , podemos envelhecer bem ou mal. Com doçura e sabedoria ou esperneando e sofrendo. Com alegria ou dor , o envelhecimento vai acontecer e quem começa a trabalhar esta ideia mais cedo, mais chances terá de viver uma velhice saudável nos sentidos físico e emocional.

  • _2990536.jpg
    Se for realmente importante para você, alguém será contra

    Pela lógica utilitarista não há sentido alguém querer aprender a tocar um instrumento musical ou um idioma pelo simples prazer de saber. Se não houver um propósito prático, objetivo, como receber uma promoção na empresa, ganhar mais status, servir aos familiares , não há importância.

  • cemiterio.jpg
    Cemitério maldito: do terror clássico ao pesadelo erótico

    Cuidado! Este artigo apresenta spoilers!

  • aesposa.jpg
    A esposa: um olhar melancólico sobre o feminino

    Cuidado! O artigo apresenta milhares de spoilers!

  • IMG_6118.JPG
    Do avesso: se você pudesse voltar no tempo, viveria a mesma vida?

    Muito além do feminismo, Do avesso é uma jornada pelo feminino. Maria Lúcia ou Malu é mais uma mulher como tantas outras, que em nome do bem estar familiar e da necessidade de cumprir o que a sociedade dita , deixa de lado seus desejos mais íntimos e pulsantes.

  • peles2.png
    Peles: somos muito mais do que as nossas deformidades

    Com uma pitada surrealista na estética, traço típico dos espanhóis, Peles se assemelha a uma fábula. As deformidades exageradas são uma espécie de metáfora das pequenas quebras de padrão as quais todos nós estamos submetidos. Pequenos defeitos físicos ampliados por mentes angustiadas, grandes sofrimentos emocionais escondidos por detrás de uma aparência perfeita e plácida, o medo infantil de passar o resto da vida dormindo sozinho.

  • judas.jpg
    Sete filmes sobre o desejo de transcender

    Muitas pessoas buscam o transcendental por meio da fé religiosa , por meio da esperança de outra existência que ainda virá. Outros passam pela vida sem pensar muito a respeito. E existem aqueles que tentam fazer algo especial neste plano: humano e limitado. É sobre esta categoria que pretendo falar neste artigo: os que tentam transcender por meio do trabalho, por meio da relação amorosa , da arte , do conhecimento etc

  • BatesMotel.jpg
    Crescer é parar de culpar os pais por tudo

    Diante de uma ofensa , de uma ironia , de uma negligência afetiva , temos a possibilidade de nos identificarmos com a posição de vítima e temos também a possibilidade de criarmos algo de interessante com aquela perda , com aquela rejeição ou sofrimento.

  • CHANDLER-BING-facebook.jpg
    Um brinde aos homens beta

    Homem beta combina com mulher alfa. Mulher alfa diferentemente do homem alfa não tem pretensão de ser a dona da verdade e contolar tudo. Não é excessivamente pragmática. Mulher alfa é simplesmente aquela que consegue abraçar com carinho a sua própria subjetividade e viver de acordo com as suas regras , sem desmerecer as regras alheias. Mulher alfa sabe curtir a vida mesmo que ela não seja cor-de-rosa perfeita. Mulher alfa não enxerga o homem como um meio de subir na escala social. O namorado ou marido é companheiro, não provedor.

  • 2643576.jpg
    2019 não precisa ser perfeito. Que sejamos um pouco melhores

    Quando 2018 der o seu suspiro final diante dos rojões rasgando o céu, não lamentarei os erros cometidos. Pensarei apenas que posso fazer melhor. Não lamentarei as coisas boas que ficarão em 2018. Pensarei que outras coisas bem bacanas vão acontecer. Algumas até melhores. Outras , simplesmente diferentes.