cócegas na alma

O despertar da consciência que garante sentido na vida

Claudia Queiroz

Curitibana, jornalista, publicitária, movida a boas amizades e música de qualidade. Para fazer o download da alma? Mergulho na Terra do Nunca, onde bons pensamentos são passaporte para alimentar a criança que teimo em não deixar de ser. Longe dos rótulos, aprecio boa conversa, sem moderação!

Bonecas, mas de cabelo liso!

Poderia ser uma fase cheia de descobertas... Isso por si só já é lindo! Mas algumas mães transferem, como heranças genéticas, suas fraquezas com o espelho às suas filhas, tentando protegê-las da síndrome do patinho feio ou plantando inseguranças na percepção e valores que elas estão desenvolvendo?


the-little-girl-277697_1920.jpg

O que dizer de uma mãe que leva a filha de 9 anos pra fazer uma escova progressiva no cabelo? "Filhinha, é só uma hidratação com cheirinho de mel", diz a mãe pra convencê-la. MENTIRA Aliás uma mentira disfarçada de desamor!

Tá certo que minha Gabi ainda nem nasceu, mas já sou a mãe dela. Enquanto bebê, pensará que é um pedacinho de mim e eu, a mamadeira gigante dela.... Mas quando crescer, achará que é a continuidade da minha vida. E, de uma certa forma, será.

Voltando pra mãe que mente, que valores estão sendo passados pra essa menininha? Que por acaso ela será mais amada pelas pessoas se tiver cabelo liso? Então a previsão do futuro dispensa a mãe Dinah!!! Com 11 é provável que ela ponha o dedo na garganta depois do jantar pra caber naquela calça jeans, e aos 13, quando mudar o corpinho e passar pelas transformações transitórias (esperadas nesta fase), poderá estar viciada em boleta pra emagrecer.

Tudo isso realiza o sonho de quem? Da mulher q precisou entrar em padrões porque tem a cabeça fraca e que então (e por isso) impõe como condição de laço de afeto essa mesma burrice "ignorântica" de querer fazer da filha uma boneca. (E ela é tão bonitinha com cachinhos!!!)

Meu pensamento divaga pela ditadura da beleza... Dizem que as revistas, os programas de TV, a sociedade impõe padrões. Mas hoje descobri que a raiz de todo esse mal começa dentro de casa mesmo. Com a cumplicidade plástica das bonecas que foram educadas para que mesmo? Pra servirem de brinquedo! Diversão alheia e temporária. Só!


Claudia Queiroz

Curitibana, jornalista, publicitária, movida a boas amizades e música de qualidade. Para fazer o download da alma? Mergulho na Terra do Nunca, onde bons pensamentos são passaporte para alimentar a criança que teimo em não deixar de ser. Longe dos rótulos, aprecio boa conversa, sem moderação!.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Claudia Queiroz